fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Segundo o RR apurou, uma minuta da MP autorizando a venda de vacinas contra a Covid em clínicas privadas já está nas mãos do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Falta só o imprimatur do presidente Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.04.22

Uma relação pouco saudável

O que se diz nos corredores do Ministério da Saúde é que a decretação do fim do estado de emergência da pandemia teria acicatado ainda mais as relações entre o ministro Marcelo Queiroga e o secretário executivo da Pasta, Rodrigo Cruz. Não é a  primeira divergência entre ambos. A diferença é que nas vezes anteriores, Cruz estava razoavelmente blindado pela presença no governo de Tarcisio Freitas, a quem é ligado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.03.22

“Minis CGU” viram mico no governo

O plano do governo de instituir “unidades de integridade” em todos os ministérios esfriou. Até o momento, a estrutura, uma espécie de “mini CGU” específica para cada Pasta, só foi implantada nos Ministérios da Saúde e da Agricultura. E, ainda assim, há pressões da tecnocracia para que ambas sejam extintas, medida que, no caso da Pasta da Saúde, contaria com o apoio do ministro Marcelo Queiroga. Há críticas ao excesso de rigor imposto pelas “unidades de integridade” e ao expediente de abertura de inquéritos administrativos em demasia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O RR teve a informação de que, nos últimos dez dias, o deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos, tentou por duas vezes agendar um encontro com Jair Bolsonaro. Levou bomba em ambas. Por essas e outras, o partido tem ameaçado deixar a base do governo.

A relação entre o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o secretário executivo da Pasta, Rodrigo Otávio da Cruz, anda adoentada.

O secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antonio Nabhan, vem propalando aos quatros cantos que já foi sondado por Jair Bolsonaro para assumir a Pasta após a saída de Tereza Cristina.

Após defenestrar Romildo Rolim do comando do Banco do Nordeste, Valdemar da Costa Neto trabalha agora para derrubar também o CEO interino da instituição, José Gomes da Costa. Valdemar não vai sossegar enquanto não colocar alguém seu na cadeira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O Palácio do Planalto cogita “esconder” o médico Hélio Angotti, hoje no Ministério da Saúde, em algum cargo na Pasta da Mulher e da Família. Angotti deverá ser afastado, nos próximos dias, da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos. Ele causou polêmica recentemente ao defender com veemência o uso do “kit Covid”, notadamente da cloroquina, no tratamento contra a doença. Até mesmo o ministro Marcelo Queiroga, bolsonarista raiz, acha que o secretário passou do ponto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.12.21

Racha no Ministério da Saúde

Há um cabo de guerra entre o ministro Marcelo Queiroga e a tecnocracia da Pasta da Saúde. A Medida Provisória que autoriza a venda de medicamentos de baixo risco em supermercados e lojas de conveniência enfrenta forte resistência dentro do Ministério. Apesar da pressão de Queiroga pela sua aprovação, a proposta, encaminhada pela área econômica, está parada na Pasta. A área técnica aponta uma série de riscos, a começar pela automedicação. Consultado, o Ministério não quis se manifestar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.11.21

Mais Tarcísio do que Queiroga

O atual secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, que foi indicado para o cargo por Tarcísio Freitas, está cotado para voltar à Pasta de Infraestrutura. Homem de confiança de Freitas, ele atuaria à frente do programa de concessões programado para o ano que vem. Em tempo: sua transferência seria uma solução sob medida também para o ministro Marcelo Queiroga, que, segundo a rádio-corredor da Saúde, não morre de amores pelo no 2 da Pasta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.10.21

Uma relação cheia de comorbidades na Pasta da Saúde

As relações entre a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, mais conhecida como “Capitã Cloroquina”, e o corpo Técnico do Ministério da Saúde estão em ponto de ebulição. A divergência mais recente se deu por conta da defesa do “kit covid” no âmbito da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec). A Secretaria comandada por Mayra votou a favor do tratamento preventivo, com aval do ministro Marcelo Queiroga, a quem a “capitã cloroquina” é alinhadíssima.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.21

Show do negacionismo

Informação entreouvida pelo RR no Palácio do Planalto ontem à tarde: Jair Bolsonaro quer que o ministro Marcelo Queiroga participe da tradicional live presidencial amanhã, direto de Nova York, onde cumpre isolamento com Covid-19. Se rolar, tem tudo para ser mais um show de horrores anti-vacina.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.08.21

Pressão presencial

Governadores do Norte e Nordeste querem uma reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Pretendem cobrar mudanças nos critérios de distribuição de vacinas. Perguntado sobre a reunião, o Ministério não disse nem que sim nem que não. Sobre os critérios de entrega de iminuzantes, a Pasta afirma que “se houver mudança no modelo, será informado”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.