fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
04.05.21

Contrato infeccioso

A pressão do ministro Marcelo Queiroga sobre a Anvisa para a aprovação da vacina indiana Covaxin arrefeceu nos últimos dias. Coincidentemente depois que o MPF abriu investigação para apurar um possível favorecimento do seu antecessor, o general Eduardo Pazuello, à Bharat Biotech, fabricante do imunizante.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.04.21

Um militar a menos

O coronel Robson Santos da Silva, que ocupa a Secretaria de Saúde Indígena, deve ser o próximo militar a deixar o Ministério por decisão de Marcelo Queiroga.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.04.21

Fast track

O ministro Marcelo Queiroga pretende se reunir com governadores para discutir medidas capazes de reduzir o prazo de distribuição das vacinas. O gargalo maior está no envio dos imunizantes aos municípios. Em média, o Brasil leva 17,8 dias para aplicar as vacinas entre a entrega dos lotes na capital do estado e a chegada aos postos de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.21

Na fronteira da Covid-19

O RR apurou que governadores dos estados em área de fronteira têm reivindicado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o envio de um número maior de vacinas. O motivo é o crescente fluxo de refugiados, que têm entrado no país em busca de atendimento médico e imunização. O caso mais grave, como sempre, é Roraima, que não para de receber venezuelanos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.04.21

“Vale-cobaia”

Na tensa negociação com a Pfizer para a antecipação de 1,5 milhão de doses de vacina, o ministro Marcelo Queiroga chegou a usar como argumento o fato de que 1,4 mil brasileiros se apresentaram como voluntários para testar o imunizante do laboratório.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.04.21

Banco dos réus

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, está em linha direta com a Advocacia Geral da União (AGU). A Pasta prepara-se para uma onda de ações judiciais, de estados e municípios a entidades de classe, questionando as regras para distribuição das vacinas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.04.21

Injeção de recursos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tem pregado que bancos públicos, notadamente o BNDES, financiem a conversão de fábricas de vacinas animais para a produção de imunizantes contra a Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.04.21

Vacina gera polêmica na Saúde

Como se não bastasse o descontentamento de todo o país com o ritmo da vacinação contra a Covid-19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tem de lidar ainda com a insatisfação interna corporis. Segundo relatos colhidos pelo RR, servidores da Pasta, a exemplo do pessoal da área de limpeza e técnicos de hemodiálises, estão reivindicando o direito de serem imunizados antecipadamente. Ainda que não estejam diretamente na linha de frente do combate à pandemia, as duas categorias alegam trabalhar em ambiente insalubre, com risco de contaminação. No entanto, segundo a legislação vigente, apenas os funcionários do Ministério da Saúde que atuam na assistência de pacientes estão sendo vacinados. Mesmo os servidores da área administrativa lotados em unidades de referência para o tratamento de Covid-19 não têm direito à imunização.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.03.21

Escolhido a dedo 1

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já demonstrou como será tocada a música junto ao Palácio do Planalto. Queiroga submeteu a Jair Bolsonaro dois nomes para assumir a secretária executiva da Pasta. Ou seja: vem mais subserviência por aí.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.