fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
03.08.21

Pressão presencial

Governadores do Norte e Nordeste querem uma reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Pretendem cobrar mudanças nos critérios de distribuição de vacinas. Perguntado sobre a reunião, o Ministério não disse nem que sim nem que não. Sobre os critérios de entrega de iminuzantes, a Pasta afirma que “se houver mudança no modelo, será informado”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Governadores pressionam o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a criar um cadastro nacional de preços dos insumos usados no tratamento de pacientes de Covid-19. Com Ministério Público e Tribunais de Contas nos seus calcanhares, os estados querem um hedge. O cadastro funcionaria como uma espécie de aval para a compra de equipamentos, sobretudo em caráter emergencial, sem
licitação. Como se sabe, no que depender de Jair Bolsonaro, nada relacionado à pandemia anda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.06.21

Cooptação

Jair Bolsonaro tem chamado o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de “meu candidato”. No círculo político bolsonarista, o nome de Queiroga é cotado como candidato à Câmara ou mesmo ao Senado pela Paraíba.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.05.21

Será um efeito colateral da CPI?

Circula no Ministério da Saúde a ideia de uma live semanal com Marcelo Queiroga e a infectologista Luana Araújo, recém-nomeada para a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19. A iniciativa serviria como uma prestação de contas das medidas adotadas pelo Ministério no combate à pandemia. Sentido até faz. A questão seria segurar o ímpeto da moça, que já assumiu o cargo tachando as insistências do presidente Jair Bolsonaro em relação ao coronavírus de “neocurandeirismo”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.05.21

Perigo indiano

No corpo técnico do Ministério da Saúde há uma crescente preocupação com a nova variante do coronavírus que circula na Índia. O ministro Marcelo Queiroga já teria sido aconselhado, inclusive, a propor a proibição de voos provenientes do país asiático. Pouco provável que o faça.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.05.21

Contrato infeccioso

A pressão do ministro Marcelo Queiroga sobre a Anvisa para a aprovação da vacina indiana Covaxin arrefeceu nos últimos dias. Coincidentemente depois que o MPF abriu investigação para apurar um possível favorecimento do seu antecessor, o general Eduardo Pazuello, à Bharat Biotech, fabricante do imunizante.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.04.21

Um militar a menos

O coronel Robson Santos da Silva, que ocupa a Secretaria de Saúde Indígena, deve ser o próximo militar a deixar o Ministério por decisão de Marcelo Queiroga.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.04.21

Fast track

O ministro Marcelo Queiroga pretende se reunir com governadores para discutir medidas capazes de reduzir o prazo de distribuição das vacinas. O gargalo maior está no envio dos imunizantes aos municípios. Em média, o Brasil leva 17,8 dias para aplicar as vacinas entre a entrega dos lotes na capital do estado e a chegada aos postos de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.04.21

Na fronteira da Covid-19

O RR apurou que governadores dos estados em área de fronteira têm reivindicado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o envio de um número maior de vacinas. O motivo é o crescente fluxo de refugiados, que têm entrado no país em busca de atendimento médico e imunização. O caso mais grave, como sempre, é Roraima, que não para de receber venezuelanos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.04.21

“Vale-cobaia”

Na tensa negociação com a Pfizer para a antecipação de 1,5 milhão de doses de vacina, o ministro Marcelo Queiroga chegou a usar como argumento o fato de que 1,4 mil brasileiros se apresentaram como voluntários para testar o imunizante do laboratório.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.