fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
11.12.19

Luiza na estante

O Magazine Luiza teria oferecido cerca de R$ 30 milhões pela Estante Virtual. O valor é cerca de R$ 20 milhões mais baixo do que a pedida da Cultura, controladora do site. A empresa de Luiza Helena Trajano joga com a agonia da rede de livrarias, em recuperação judicial, com uma dívida de quase R$ 300 milhões. O ativo da Estante Virtual que mais desperta a cobiça do Magazine Luiza é o seu cadastro de quatro milhões de clientes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.11.19

Fintech da Luiza

Uma “pedacinho” dos R$ 4,7 bilhões que o Magazine Luiza acaba de captar na Bolsa será destinado à criação de uma plataforma financeira. A ideia é montar um hub de soluções, notadamente em pagamento digital e crédito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.09.19

Luiza vai à bolsa

O Magazine Luiza estuda uma nova oferta de ações, em 2020. Os recursos dariam impulso à expansão da empresa no e-commerce. O investimento mais agudo foi a recente aquisição do Netshoes, por US$ 115 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.07.19

Turning point

Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza, esbanja otimismo com a recém-comprada Netshoes. Só com os cortes de custo em curso e ajustes na plataforma de tecnologia, já crava que a empresa de e-commerce volta ao lucro no último trimestre do ano. A Netshoes teve prejuízo de quase R$ 100 milhões em 2018.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.07.19

Centauro avança sobre a Dafiti

A Centauro, que perdeu para o Magazine Luiza a disputa pelo Netshoes, levantou, sacudiu a poeira e já escolheu um novo alvo no e commerce: a Dafiti. A rede varejista conta com a munição de alto calibre da GP, sua acionista, para a investida. Com faturamento anual pipocando na casa dos R$ 2 bilhões, o hub de marcas de vestuário Dafiti é controlado pelo Global Fashion Group.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.07.19

Luiza cibernética

O Magazine Luiza está investindo em uma prateleira própria de startups. Entre as prioridades, o desenvolvimento de novas plataformas de pagamento digital e aplicativos de entrega de mercadorias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.06.19

Fator Kumruian

Na disputa pelo controle da Netshoes, um “detalhe” fez diferença a favor do Magazine Luiza: a garantia de permanência do acionista e CEO Marcio Kumruian no negócio. Mesmo com uma oferta mais alta, segundo o RR apurou a Centauro não assegurava a manutenção de Kumruian. Influente no board, foi a carta que o fundador do Netshoes utilizou para aprovar a oferta do Magazine Luiza.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.05.19

Território tomado

Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza, já está dentro do Netshoes, revendo investimentos e preparando um plano de cortes. Não espera outro resultado na assembleia geral de acionistas da empresa de e-commerce, marcada para o próximo dia 30, que não seja a
aprovação da oferta de compra apresentada pelo Magazine Luiza. São aproximadamente US$ 60 milhões, fora as dívidas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.05.19

“Governo de transição”

Segundo informações filtradas da Netshoes, a permanência de Marcio Kumruian como CEO da empresa de e-commerce tem prazo de validade. Ele deverá permanecer no posto em uma gestão de transição, provavelmente até o fim deste ano. Procurado, o Magazine Luiza, que fechou a compra do Netshoes, afirma que, por contrato, “Kumruian continua na operação.” Por quanto tempo? Não diz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.01.19

Vem cá, Luiza…

Segundo o RR apurou, o Casino teria oferecido a ViaVarejo à Magazine Luiza. Enquanto Luiza Helena Trajano não diz nem sim, nem não, os franceses seguem vendendo uns punhados de ações em bolsa. Em tempo: a empresária tem rondado os Ministérios da área econômica do governo Bolsonaro. Nunca dantes Luiza Helena esteve tão carente de acesso ao poder.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.