fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
18.08.21

A conta, por favor

O norte-americano Carlyle estuda vender sua participação no Madero. Não está disposto a esperar por um suposto IPO que nunca chega à mesa. A abertura de capital já foi, já voltou e há mais dúvidas do que certezas de que vai sair. Procurado, o Carlyle não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.07.21

Dieta forçada

Segundo uma fonte próxima ao empresário Junior Durski, o dono do Madero vem sendo pressionado por credores a vender a rede de hamburguerias Jerônimo, a outra marca do grupo. Procurada, a empresa não se pronunciou, alegando estar em período de silêncio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.06.21

A chapa esquentou

O empresário Junior Durski já cogita jogar a toalha e entrar com o pedido de recuperação judicial do Madero. Na última quinta-feira, a rede de restaurantes anunciou que não tem caixa para pagar as dívidas de curto prazo. Procurada, a empresa não se pronunciou, alegando estar em “período de silêncio.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.03.21

Baixa caloria

O Madero estuda adiar seu IPO mais uma vez, empurrando a operação para 2022. A norte-americana Carlyle, que já colocou mais de R$ 700 milhões na rede de restaurantes, seria a principal defensora da postergação. Trata-se de um IPO encruado: estava previsto para o ano passado e acabou postergado para 2021.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.10.20

O cardápio mudou

O Madero estuda uma nova receita para o seu IPO, previsto para 2021. A oferta de ações se daria não apenas em Nova York, conforme o plano inicial, mas também na Bovespa. É o que garante fonte de um dos bancos que assessoram a rede de restaurantes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.09.20

“Rádio Bolsonaro”

De acordo com uma fonte da própria Polícia Federal, além de Junior Durski, dono do Madero, investigações apontam que outros empresários foram sondados para financiar a criação de uma emissora de rádio pró-Bolsonaro. Um deles teria sido Flavio Rocha, dono da Lojas Riachuelo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.08.20

Rumo à bolsa sem o chef Huck

O empresário Junior Durski já faz planos de retomar a oferta de ações do Madero em Nova York. A abertura de capital se daria no primeiro trimestre de 2021, quando espera-se que a pandemia tenha cedido e a rede de restaurantes consiga captar com mais facilidade os R$ 3 bilhões estimados inicialmente. Ressalte-se que o Madero perdeu recentemente um de seus atrativos: o valor intangível de ser sócio de um potencial candidato à Presidência da República. No início de julho, Luciano Huck revendeu sua participação no negócio para Junior Durski.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.07.20

O valor do silêncio

Pessoas próximas a Junior Durski, dono do Madero, têm atribuído a súbita mudança de comportamento do empresário a conselhos do amigo e sócio Luciano Huck. Apoiador explícito de Jair Bolsonaro, Durski submergiu após ser apedrejado nas redes sociais ao minimizar a pandemia e dar declarações contra a quarentena e o fechamento do comércio. Para piorar, fez um discurso prometendo manter todos os empregos em sua rede de restaurantes e, menos de um mês depois, demitiu cerca de 600 trabalhadores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.06.20

Higienização preventiva

Luciano Huck tem sido aconselhado por interlocutores da política a esperar a poeira baixar e vender sua participação no Madero. O investimento pode vir a ser um “passivo” desnecessário – quem sabe? – em 2022. Aliado de primeira hora de Jair Bolsonaro, o fundador da rede de restaurantes, Junior Dursk, é um crítico da quarentena, já minimizou as mortes da pandemia e cortou 600 funcionários após prometer que não faria demissões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.03.20

Hambúrguer dividido

Sócio do Madero, o Carlyle prega o adiamento da oferta de ações em Nova York. No entanto, o otimista Junior Durski, controlador da empresa, acredita que dá para colocar a operação na mesa ainda neste semestre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.