fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
27.04.22

Duas blue chips quatro estrelas

A cotação dos generais Luiz Eduardo Ramos e Augusto Heleno subiu que nem bitcoin na bolsa do prestígio junto a Jair Bolsonaro. Ambos foram os principais articuladores da operação STF e Daniel Silveira. Heleno, que andava em um certo descrédito junto aos “maquiavéis do Palácio”, não obstante a afetividade declarada do presidente Bolsonaro, deu um salto entre as demais blue chips do Planalto. Os dois ministros montaram um “quartel general” para redigir textos, analisar as peças jurídicas, manter contato permanente com os oficiais da ativa e acompanhar detalhadamente os relatórios produzidos pela área de inteligência do GSI. Bolsonaro condecoraria ambos se houvesse uma distinção para geração de fato político. Os dois readquiriram o antigo status. Melhor, assumiram um status ainda maior.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O general Luiz Eduardo Ramos, secretário geral da Presidência, vem tentando se aproveitar da saída de Flavia Arruda da Secretaria de Governo para reconquistar espaço na articulação política do governo. Com Ciro Nogueira dentro do Palácio do Planalto, vai ser difícil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.21

Duplo chapéu

Há faíscas entre Onyx Lorenzoni e o general Luiz Eduardo Ramos. Lorenzoni insiste em “acumular’ o novo posto, o Ministério
do Trabalho, com o antigo, a Secretaria Geral da Presidência, hoje ocupada por Ramos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.05.21

Haja soro antiofídico

A coabitação dos ministros Luiz Eduardo Ramos, Onyx Lorenzoni e Flavia Arruda transformou o Palácio do Planalto em um ofidiário. Os três disputam quem lança mais intriga um contra o outro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.08.20

Voo cego

O ministro Luiz Eduardo Ramos tem encontrado dificuldade para monitorar os votos da base aliada no Congresso em pautas de interesse do governo. Desde o início das sessões virtuais, em março, Câmara e Senado não têm disponibilizado os dados das votações abertas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.07.20

Afrouxando a corda

O secretário de governo, general Luiz Eduardo Ramos, trabalha junto às lideranças do Congresso para acelerar a apresentação da PEC para alterar a Lei de Responsabilidade Fiscal. O ponto central para o governo é a redução dos repasses a outros Poderes quando o Executivo arrecadar menos do que o previsto no orçamento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.