Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
06.06.18
ED. 5882

Jogo de azar

A decisão do governo de adiar o leilão da Lotex de 14 de junho para 4 de julho foi motivada pelo receio de um fracasso de bilheteria. Duas das principais candidatas ao negócio, a norteamericana Scientific Games e a inglesa IGT, recuaram duas casas, por não concordar com os termos da licitação. O governo terá mais três semanas para trazê-las de novo para o game

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.05.18
ED. 5863

Cifra mais modesta

O governo chegou a apostar que a venda da Lotex renderia mais de R$ 1 bilhão. Agora, já trabalha com uma cifra mais modesta, de R$ 700 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.03.18
ED. 5829

Azar na política e no jogo

Os governos de Minas Gerais, Ceará e Piauí estão perdendo um aliado no embate contra a privatização da Lotex. Politicamente desidratado e amarrado dos pés à cabeça ao governo federal após a intervenção na segurança do Rio de Janeiro, Pezão já não demonstra disposição em lutar no STF contra a venda das loterias da Caixa. O argumento dos governadores é que a concessão da Lotex por 25 anos criará um desequilíbrio concorrencial em relação às loterias e raspadinhas operadas por estados, caso da Loterj, no Rio de Janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.12.17
ED. 5762

Lotex vira prêmio de consolação

O projeto de privatização da Lotex – leia-se as “raspadinhas” da Caixa – deverá ser retalhado. A tendência é que o governo raspe do edital a exclusividade que seria concedida ao futuro controlador da jogatina para operar esta modalidade de loteria em todo o país. O recuo se deve à pressão dos estados, que não admitem ser jogados para fora deste rentável mercado. A Loterj, por exemplo, deverá gerar neste ano R$ 250 milhões para os cofres do Rio. Ao ceder, o governo federal vai incinerar boa parte da receita projetada para o leilão da Lotex. Sem o monopólio, o negócio deixa de ser um bilhete premiado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.11.17
ED. 5748

Aposta na engorda

Ao revelar a possibilidade de a Caixa Econômica operar jogos de azar, o presidente do banco, Gilberto Occhi, não disse da missa a metade. O governo estuda suspender a venda da Lotex e criar uma holding federal da jogatina, pendurada na CEF. A empresa juntaria novos meios de apostas eletrônicas com as atuais loterias da Caixa. Só depois parte desse cassino seria ofertada a um “crupiê” do setor privado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.09.17
ED. 5702

Coluna do meio

A Caixa Econômica já tem pronto o projeto de TI para iniciar as apostas online em suas loterias em 2018. Pode ser excesso de planejamento. Ou uma aposta que a privatização da Lotex não sai. A Caixa confirma o projeto e diz que seu lançamento se dará em “momento oportuno.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.09.17
ED. 5696

Sobre a privatização da lotex

O inglês bet365, um dos maiores sites de apostas do mundo, deverá fazer sua fezinha na privatização da Lotex.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.08.17
ED. 5689

Sorte grande

IGT e Tellig, duas grandes operadoras de loterias da China, surgem como fortes candidatas à privatização da Lotex.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.08.17
ED. 5681

Coluna do meio

Diante das dificuldades em definir o modelo para a privatização da Lotex, o governo já trabalha com um plano menos audacioso: conceder apenas o direito de implantação do serviço de apostas online das loterias da Caixa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.