fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
09.02.21

Deltan ́s boys

Circula no MPF a informação de que os procuradores de Curitiba pretendem lançar um manifesto contra o fim da Lava Jato e, por tabela, o governo Bolsonaro. Sergio Moro teria sido convidado para ser um dos subscritores. Por ora, não disse nem que sim nem que não.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.02.21

PowerPoint

Com o fim da Lava Jato e a consequente perda de poder dos seus procuradores, Lula vai avançar novamente sobre Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público Federal (CNMPF). Segundo o RR apurou, a defesa do ex-presidente prepara uma nova queixa contra Dallagnol. Na primeira tentativa, no ano passado, o caso foi arquivado pelo CNMPF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.01.21

Nome certo no lugar certo

No Ministério Público circula a informação de que Augusto Aras pretende transferir o procurador Celso Três da chefia da Operação Greenfield para o comando da Lava Jato. O curioso é que Três assumiu a liderança da Greenfield há apenas dois meses e sua atuação tem sido questionada por seus colegas. Há quem diga ele vem agindo para esvaziar a Operação. Sob a lógica de Aras, talvez seja um mérito. Ressalte-se ainda que Três sempre foi um crítico da Lava Jato e, em especial, de Sergio Moro. Entre outros ataques, já disse que a “parcialidade de Moro é escandalosa”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.20

Fim de linha

A decisão de Augusto Aras de estender a Lava Jato do Rio somente até 31 de janeiro de 2021 gerou insatisfação entre os integrantes da força-tarefa. Bom para os meliantes. Vai ter muita investigação que não será concluída.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.11.20

Operação “Lava Floresta”

A Lava Jato está ajudando a debelar incêndios pelo Brasil. Após destinar cerca de R$ 14 milhões em recursos recuperados pela Operação para o combate às queimadas na Região Amazônica, o deverá autorizar uma nova tranche dos recursos recuperados pela Lava Jato para as ações no Pantanal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.10.20

Reforços a caminho

A Lava Jato respira – ainda que por aparelhos. Segundo fonte do MPF, a força-tarefa do Rio está prestes a receber reforços. Serão pelo menos três novos procuradores. Eles vão se dividir em investigações e processos relacionados a quatro “braços” da Operação: Arco Metropolitano, PAC das Favelas, Saqueador e Eletronuclear.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.10.20

No fundo do buraco do metrô

Um dos procuradores da Lava Jato em São Paulo crava para o RR: novas investigações apontam que o executivo Dalton Avancini, ex-Camargo Corrêa, seria líder do suposto esquema de fraudes em licitações das obras das linhas 2, 4 e 5 do metrô de São Paulo. Os acertos se davam no âmbito do “Tatu Tênis Clube”, como as grandes empreiteiras do país se referiam ao esquema de cartel montado para combinar resultados de concorrências, entre outros ilícitos. Procurada, a defesa de Avancini não se pronunciou. Também consultado, o MPF-SP disse apenas “não confirmar a informação”. Entende-se o cuidado: o Ministério Público acaba de denunciar Avancini e outros quatro executivos acusados de formação de cartel nas obras do metrô paulista. O ex-Camargo Corrêa, ressalte-se, já tem forte envolvimento na Lava Jato. Em 2015, fechou delação premiada. Mas, de lá para cá, novas acusações caíram na sua conta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.20

Desculpas que é bom, nem pensar

A Lava Jato terá um “cantinho” especial na campanha eleitoral do PT. A cúpula do partido tem orientado candidatos a prefeito a descarregar suas baterias no Ministério Público, em especial em Deltan Dallagnol. Os petistas querem se aproveitar do enfraquecimento da Operação e dos processos contra Dallagnol dentro do próprio MP para desqualificar a Lava Jato e a criminalização do partido, em especial de Lula.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.20

A peça Marco Aurelio Mello

Os principais escritórios de advocacia envolvidos com a Lava Jato monitoram de perto os próximos movimentos no tabuleiro do STF. Há uma torcida para que o ministro Marco Aurelio Mello seja estimulado por alguns de seus pares a se transferir da Primeira para a Segunda Turma, no lugar de Celso de Mello, que se aposentará em novembro. Marco Aurelio é o ministro mais antigo da Primeira Turma, o que, pelo regimento da Corte, lhe dá a prerrogativa de solicitar sua migração. Em tese, sua presença ajudaria a diluir a ala punitivista da Segunda Turma, formada por Edson Fachin e Carmen Lucia. Marco Aurelio se juntaria a Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, assim como ele considerados de perfil garantista.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.09.20

Pressão sob medida

O RR apurou que os 13 integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba cogitaram seguir Deltan Dallagnol e abandonar a operação. Blefe ou não, recuaram após a confirmação de que a força-tarefa será estendida por mais um ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.