fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
14.01.22

Campanha eleitoral

O Pró-SP, programa de obras públicas lançado pelo presidenciável João Doria, financiará ao menos um empreendimento em cada uma das 645 cidades de São Paulo. A disputa entre os prefeitos por recursos está grande.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.12.21

Chumbo cruzado que dói

João Doria e Jair Bolsonaro não querem colocar azeitona um na empada do outro. Doria não enviará convites a ministros para inaugurações e outras solenidades em São Paulo. E Bolsonaro, por sua vez, quer proibir mesmo a presença de membros do governo federal em eventos na “jurisdição” do adversário à Presidência da República.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.12.21

Road show eleitoral

João Doria está costurando uma viagem ao Oriente Médio e à Ásia no início de 2022. Para todos os feitos, vai ofertar o programa
de concessões do governo paulista. O que, a essa altura, dá no mesmo que vender sua candidatura à Presidência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.12.21

Crítica e autocrítica sobre a chapa tucana puro-sangue

O RR recebeu mais de três dezenas de mensagens de assinantes e de fontes questionando, criticando e duvidando da formação de uma chapa entre João Doria e Eduardo Leite – ver edição de ontem. Alguns dos principais pontos dizem respeito ao espaço que Doria daria a Leite ou mesmo à possibilidade de sucesso de uma dobradinha PSDB-PSDB. “Esse café com leite já nasceria ralo e imbebível”, disse ao RR um tarimbado parlamentar. O assunto é polêmico mesmo e, como o RR registrou, não é simples de acontecer. Aguardemos os fatos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.12.21

Briga de tucanos

A relação entre João Doria e Tasso Jereissati está mais chamuscada do que se imagina. Nos bastidores, Doria tem falado cobras e lagartos de Tasso. Entre outras coisas, crava que o senador trabalha para sabotar sua candidatura à Presidência. Doria entende do assunto, vide o que ocorreu com Geraldo Alckmin em 2018.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.12.21

Uma chapa tucana puro-sangue

A chapa “café com leite”, como é chamada a possível dobradinha entre o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o governador de São Paulo, João Doria, está saindo do terreno das possibilidades abstratas para o das articulações concretas. Emissários dos dois lados têm agido com celeridade para marcar um encontro entre os dois políticos antes do Natal, em Porto Alegre, mais precisamente na semana que antecede os festejos. A ideia é capturar o simbolismo desse período de concórdia, paz e amistosidade. Essa seria a marca da dobradinha.

Há simpatia mútua entre ambos. E há também complementariedade. A fonte do RR aposta que a chapa Doria e Leite é a terceira via definitiva. “Eles vão empolgar o Brasil. São os únicos capazes de isolar o Sérgio Moro”. Há ganhos por vários lados nessa combinação. Doria e Leite conseguiriam esterilizar o estrago que a eventual chapa Lula/Geraldo Alckmin poderia fazer no PSDB, dividindo o partido e levando seus caciques, a exemplo de Fernando Henrique e José Serra, para o lado do ex-presidente e do “chuchu”.

Até Aécio Neves, que tem desabrida admiração por Leite e ódio por Doria, faria uma concessão e trabalharia pela unidade do PSDB. E viriam artistas, celebridades, um universo alegre que identifica esses sentimentos nos personagens. Pode ser que a fonte do RR esteja enxergando um mundo cor de rosa. Mas faz o maior sentido a chapa constituída por Dudu – apelido de Leite na infância – e o “calça apertada”, apelido de Doria na maioridade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.12.21

Peça de campanha

A ordem no Palácio Bandeirantes é embalar um pacote de concessões de rodovias estaduais, que seria leiloado até abril de 2022. Seria o canto do cisne de João Doria antes de deixar o governo de São Paulo para disputar a Presidência da República.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.12.21

“Ministro da Amazônia”

João Doria convidou Arthur Virgílio a integrar seu núcleo de campanha à Presidência da República. Caberia a Virgílio conduzir a elaboração de um plano de política ambiental para a Amazônia. Por ora, o ex-prefeito de Manaus, atropelado nas prévias tucanas, não disse nem que sim, nem que não.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.11.21

Estação B3

A já anunciada emissão de R$ 400 milhões de debêntures do Metrô de São Paulo é apenas a primeira estação. O governo Doria tem planos de abrir o capital da estatal em bolsa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.11.21

Provocação barata

Aliados de João Doria tentam demovê-lo da ideia de encerrar sua campanha às prévias do PSDB no Rio Grande do Sul, território do adversário Eduardo Leite. No entorno de Doria, a ida ao Sul é vista como uma provocação sem qualquer efetividade. Pelas contas dos tucanos, apenas dez dos quase dois mil delegados do partido com direito a voto no Rio Grande estão fechados com o governador de São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.