fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
25.05.20

Jekill and Hyde

Jair Bolsonaro foi aconselhado por ministros palacianos a repetir a teleconferência com governadores uma vez por semana. A questão é que a sugestão lhe foi soprada logo após a pacífica e cordial reunião da última quarta-feira. Dois dias depois, veio a divulgação do vídeo em que o presidente mostra a sua natureza ao se referir aos governadores João Doria e Wilson Witzel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Além da emissão de R$ 1 bilhão em debêntures incentivadas, aprovada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o governo Doria pretende fazer uma oferta de ações da Sabesp. Mas, tanto uma quanto outra são para o pós-pandemia. Por ora, o governo paulista não tem esperança de captar um tostão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.04.20

Linha imaginária

O governo Doria teme que a crise atropele a transferência da Linha 6 do metrô à espanhola Acciona. O processo deveria ser encerrado
em abril, mas já foi postergado para meados de maio. A novela é antiga: o consórcio original, o Move SP, suspendeu a construção no auge da Lava Jato. Faltam, por baixo, R$ 10 bilhões para a conclusão das obras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.04.20

Ou vai ou racha

O governador João Doria só enxerga duas hipóteses para a guerra fiscal travada entre a Câmara dos Deputados – com o apoio dos governadores e prefeitos – e a equipe econômica do governo: ou a equipe econômica encontra uma proposta de apoio financeiro mais flexível, a exemplo do plano defendido por Rodrigo Maia, ou o país enfrentará uma onda de desobediência civil – melhor dizer desobediência fiscal – nunca dantes vivenciada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.04.20

Esforço de guerra

Com o avanço da Covid-19 em São Paulo, 0 governo Doria estuda requisitar hotéis, notadamente no interior do estado, para a instalação de hospitais de campanha.

O governo Witzel vai instalar um hospital de campanha no Parque Olímpico, na Zona Oeste do Rio. Trata-se de um dos 80 imóveis da União disponibilizados pelo Ministério da Economia para esta finalidade. O governo do Rio já havia solicitado a área para a abertura de um hospital temporário, conforme antecipou o RR na edição de 6 de abril.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.03.20

Pré-candidato

João Doria enxerga em David Uip um nome forte para concorrer à Prefeitura de São Paulo caso Bruno Covas não possa disputar a reeleição. Antes, porém, Uip, ex-secretário de Saúde e chefe do centro de contingência do coronavírus-SP, terá, ele próprio, de se recuperar da Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.03.20

Notícias nos tempos do novo coronavírus

O novo coronavírus não dispersou – ao menos oficialmente – apenas os protestos contra o Congresso que estavam programados para ontem. Ao longo do dia de hoje, Força Sindical, Nova Central dos Trabalhadores e União Geral dos Trabalhadores vão desconvocar as manifestações em defesa do serviço público e dos direitos sociais que estavam previstas para a próxima quarta-feira. Já havia atos confirmados em 20 capitais do país. Não é só. Os protestos liderados pela União Nacional dos Estudantes (UNE), a favor da universidade pública, igualmente previstos para a “super quarta”, também deverão ser cancelados.

O Abu Dhabi Investment Authority (Adia), fundo soberano dos Emirados Árabes, está prospectando redes hoteleiras no Brasil. A queda do turismo, na esteira do novo coronavírus, e a consequente depreciação dos ativos do setor jogam a favor.

Na crise há sempre uma oportunidade, diz o ditado chinês. Devido ao novo coronavírus o mercado de eventos corporativos, a exemplo do Lide, de João Doria, está desabando. O motivo é simples: as empresas estão cancelando reuniões com medo de contaminação. Mas, no meio desse feno, há uma agulha. Empresas de evento ao ar livre estão nadando de braçadas. A DClemente & Associados está triplicando o projeto Líderes em Campo. São empresários participando de peladas em grandes estádios com ex-jogadores de futebol. Alguém sempre fatura com a agrura alheia.

Além de anunciar a suspensão da Copa do Brasil, a cúpula da CBF já discute o adiamento do início do Campeonato Brasileiro, programado para 2 de maio. A entidade deverá recomendar ainda aos clubes que jogaram pela Taça Libertadores em países vizinhos a realização de testes preventivos em seus atletas, a exemplo do que já fez o Flamengo.

Assessor especial da Casa Civil, o ex-deputado Abelardo Lupion foi convidado pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a trocar de Pasta. Entre outras missões, ajudaria na articulação entre o Ministério e as Secretarias de Saúde, sobretudo na liberação de verbas para o combate ao Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.03.20

Ouvidos de mercador

João Doria e Wilson Witzel pressionaram, de viva-voz, o governador Romeu Zema que revisse o reajuste de 41% dos salários dos policiais civis e militares. Até agora, as tensas conversas deram em nada. Zema é um muro de teimosia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.03.20

Inimigo comum

Jair Bolsonaro tem feito milagres. O tucano João Doria é hoje um dos principais interlocutores do governador da Bahia, o petista Rui Costa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.03.20

Reality show no asfalto

O governo Doria vai divulgar na última semana de março o edital para a conclusão das obras do Rodoanel Norte. Trata-se de um contrato da ordem de R$ 2 bilhões. O governo paulista promete um sofisticado sistema de câmeras para monitorar as obras e evitar desvio de material e superfaturamento. A conferir.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.