fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
18.12.20

Coronavac

João Doria deverá conceder ao presidente do Butantan, Dimas Covas, a Ordem do Ipiranga, a mais alta condecoração do estado. Vai ser um ato político? Vai, e daí?

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.11.20

E o teto das obras?

O governo continua sendo surpreendido. Não necessariamente favoravelmente. Primeiro, recebeu um laudo de 14 mil obras inacabadas. O número já saiu para quase 24 mil obras encalacradas. E agora já chegam na casa dos 30 mil. Por ora, só João Dória garante que entrega as empreitadas micadas do seu estado. Dória diz que, desde o início do seu mandato, concluiu ou adiantou quase 200 obras. Faltam umas 50, intactas, quase virgens.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.20

Gringos querem o Rio

João Doria e Bruno Covas foram jogados no guard rail. A Liberty Media, dona da F-1, quer tirar a prova de São Paulo e trazê-la para o Rio. Pode ser o empurrão que faltava para o projeto de construção do autódromo carioca sair do papel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.10.20

Covid-19 no STF

O governador João Doria tem dito a pessoas próximas que vai recorrer ao STF caso a Anvisa se recuse a homologar a vacina de origem chinesa em testes no Instituto Butantã.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.10.20

Vírus aéreo

Governadores, a começar por João Doria, pressionam a Anvisa a realizar testes da Covid-19 nos passageiros que chegam do exterior. Com a liberação gradativa dos voos, o fluxo de passageiros nos grandes aeroportos do país vem aumentando sem qualquer monitoramento das condições clínicas. Como os aeroportos são “território” federal, as autoridades estaduais da área de saúde estão impedidas de realizar exames nos passageiros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.10.20

A luta do século

Teoria conspiratória que circula no entorno de João Doria. A demolição da Lava Jato é para tornar Lula elegível. Bolsonaro quer disputar a eleição de 2022 com o ex-presidente. Ele considera que seria uma vitória acachapante e simbólica. E, com Lula na competição, Bolsonaro tiraria Sérgio Moro da disputa. Faz sentido como ficção científica.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.10.20

Além da fronteira paulista

São Paulo desponta desde já como um potencial hub na distribuição de vacinas contra a Covid-19. Segundo informações filtradas do
Palácio dos Bandeirantes, João Doria tem conversado com governadores sobre a possibilidade de fornecer a outros estados doses que serão produzidas no Instituto Butantã, em parceria com a chinesa BravoVax. Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso, e Carlos Moisés, de Santa Catarina, já teriam demonstrado interesse em receber as vacinas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.20

Decolagem

O governo Doria pretende retomar no primeiro semestre do próximo ano a licitação de 22 aeroportos regionais de São Paulo. A meta é vender ainda em 2021 ao menos o lote de nove licenças encabeçado pelo terminal de Ribeirão Preto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.09.20

Melhor deixar quieto

Investidores do setor pressionam o governador João Doria a afastar em definitivo o secretário licenciado de Transportes, Alexandre Baldy. O receio é que as investigações contra Baldy possam contaminar importantes processos de licitação que vinham sendo conduzidos por ele, como os das linhas 8, 9 e 17 do Metrô.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.09.20

Disputa política

João Dória determinou a seus assessores um bombardeio na divulgação dos testes da Coronovac, vacina contra a Covid-19 que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantã em parceria com a chinesa Sinouac Biotech. É política na veia: o objetivo não é outro se não fazer barulho na esteira dos contratempos com os testes da vacina de Oxford, escolhida pelo governo federal para ser produzida na Fiocruz.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.