fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

O IBGE divulga amanhã os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD Contínua. Os dados, referentes a 2018, vão confirmar um crescimento lento do emprego no período, com aumento das vagas informais concentrado no setor de Serviços.  Nesse período houve crescimento do contingente de pessoas trabalhando por conta própria, atingindo 29%.

Tudo indica que o cenário para 2019 não será muito diferente, como têm demonstrado os levantamentos trimestrais da pesquisa. Embora tenha havido um crescimento lento dos empregos formais com certa estagnação de salários, sobretudo na região Sudeste, essa alta ainda está muito aquém do período pré-crise.

A análise também mostrará que, de 2017 a 2018, a expansão observada na ocupação das mulheres foi mais intensa que a dos homens, o que contribuiu para que a diferença do percentual entre ambos os sexos atingisse o menor valor desde 2012. As mulheres correspondem a 43,7% do total do mercado de trabalho brasileiro.

Vendas de Natal

As vendas de Natal devem crescer 5,2% em 2019, segundo revisão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgada hoje. Se confirmada a projeção, o setor vai registrar o maior avanço real das vendas natalinas desde 2012 (+5,0%), aproximando-se do nível de vendas registrado antes da recessão.

Crescimento tímido

Mesmo com a moagem de cana na safra 2019/2020 tendo aumentado em quase 17 milhões de toneladas, o Centro-Sul do Brasil deve produzir 26,7 milhões de toneladas de açúcar no período – 0,72% a mais do que o volume produzido na região na safra anterior. Como a previsão é de que a maior parte da produção será destinada  para a indústria alcooleira, analistas de mercado já preveem  uma alta nos preços do açúcar e derivados.

Recursos recuperados

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) deve tentar discutir amanhã o Projeto de Lei Complementar 164/2015, que altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para que recursos públicos recuperados em decorrência de casos de corrupção sejam destinados à educação.

Mobilidade urbana

Desenvolvedores de aplicativos de mobilidade urbana vão acompanhar de perto as discussões da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado nesta quarta-feira. É que os senadores irão discutir o PL 4135/2019, que dispõe sobre a regulamentação dos serviços de compartilhamento de bicicletas, bicicletas elétricas e veículos de mobilidade individual autopropelidos, como os patinetes. O projeto também institui normas para circulação de bicicletas elétricas e veículos de mobilidade.

A oferta desses serviços tem crescido nas capitais brasileiras, mas o setor teme que o excesso de regulamentação inviabilize o negócio.

ICOMEX e IGP-M

O Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da FGV, divulga amanhã o ICOMEX, indicador de desempenho do comércio exterior de dezembro de 2019, e o IGP-M segundo decênio de dezembro. Enquanto o ICOMEX deve confirmar a China como principal país de destino das exportações brasileiras, o IGP-M deve mostrar alta na inflação motivada pelo aumento de preços da carne bovina e dos produtos que compõem a cesta de Natal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Deve repercutir nos próximos dias a declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre o veto ao artigo do pacote anticrime que triplica a pena para crimes de calúnia, difamação e injúria na Internet. Para Bolsonaro, Internet é território livre. Defensores de medidas contra as fake news prometem aumentar a pressão. Este, no entanto, não será o único veto ao pacote. Outros dez pontos não devem passar no Executivo, entre eles a criação da figura do juiz de garantias, magistrado de primeira instância responsável pela instrução de um processo criminal.

Balança comercial

Serão divulgados amanhã os dados preliminares da balança comercial do Ministério da Economia, da segunda semana de dezembro. Espera-se novo superávit, alavancado, principalmente, pelo aumento da exportação de produtos básicos, como a carne bovina, e semifaturados, como mates de cobre, ferro-ligas e catodos de cobre.

Na primeira semana de dezembro de 2019, com 5 dias úteis, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,646 bilhão e corrente de comércio de US$ 8,500 bilhões, resultados de exportações no valor de US$ 5,073 bilhões e importações de US$ 3,427 bilhões.

Monitor do PIB, condições econômicas e inflação

O Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da FGV, divulga amanhã o Monitor do PIB de outubro. Analistas de mercado afirmam que o crescimento da atividade econômica ainda será tímido, devendo ficar próximo de 1%. Os índices de confiança estão voltando, a produção industrial dá sinais de melhora e as vendas no varejo também se recuperaram.

O IBRE também divulga amanhã o IACE (Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira), que mede a recuperação do nível de atividade, e o ICCE (Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira), que mensura as condições econômicas atuais, ambos de novembro, e o IPC-S Capitais de dezembro, que mede a inflação nas capitais.

Proposta orçamentária

O Congresso Nacional pode votar amanhã a proposta orçamentária para 2020 (PLN 22/19). A sessão está marcada para as 14h30, mas antes, às 11 horas, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) votará o texto do relator-geral do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE). O parecer de Domingos está baseado na análise dos relatórios setoriais sobre a posposta orçamentária concluída na última quarta-feira.

Telecomunicações

A Comissão de Ciência e Tecnologia discute amanhã o PL 4.507/2019, que revoga a vedação de que o controle ou a titularidade de participação superior a 50% do capital de empresas prestadoras de serviços de telecomunicações sejam detidos por concessionárias de radiodifusão e por produtoras e programadoras com sede no Brasil.

Coaf

Sessão deliberativa, o Senado vota amanhã, às 11h, a MP 893/2019, que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia para o Banco Central. O texto enviado pela Câmara ao Senado traz alterações com relação ao documento encaminhado pelo Poder Executivo. Caso não consiga seguir com a votação, a MP perde a validade.

Entre os pontos retirados da matéria original estão a mudança de nome do Coaf para Unidade de Inteligência Financeira (UIF) e a transformação do plenário (órgão colegiado) em conselho deliberativo. Além disso, destaque aprovado por acordo entre os partidos retirou do órgão a atribuição de produzir informações para o combate ao financiamento do terrorismo.

Liderança de bancadas

Continua a corrida para a indicação, até o início oficial do recesso parlamentar, no dia 23, dos líderes das bancadas partidárias na Câmara dos Deputados. Enquanto diversas legendas já definiram seus representantes e outras ainda estão em processo de negociação, o PSL e o PSDB, que enfrentam uma guerra interna, ainda não definiram quem assumirá a função a partir do ano que vem.

Leilão de transmissão

Marcado para a próxima quarta-feira o último leilão do ano de linhas de transmissão de energia. Serão 12 lotes de ativos, com linhas de transmissão e subestações distribuídas em 12 Estados. Como parte dos lotes em disputa terá porte menor do que o dos certames anteriores, espera-se que haja interesse maior de investidores iniciantes, que queiram experimentar o mercado brasileiro.

Autonomia do BC

Deve circular em caráter de urgência, na próxima semana, o texto do projeto de autonomia do Banco Central (BC) na Câmara dos Deputados. O relator do projeto, deputado Celso Maldaner (MDB-SC), quer dar o assunto por encerrado antes do início do recesso parlamentar.

 

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.