fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Ex-chefe da Agência Federal de Inteligência da Argentina, Gustavo Arribas foi impedido de entrar no Brasil há cerca de dez dias, para cuidar de interesses de jogadores de futebol que representa. Em seu país, Arribas responde a processo relacionado a investigações da Lava Jato do lado de cá da fronteira. O caso é dos mais intrincados: Arribas é acusado de participar de um esquema de corrupção em licitações públicas em São Paulo. O dinheiro teria saído do Brasil, transitado por uma conta em Hong Kong e, finalmente, sido entregue a ele em Buenos Aires.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.