fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
14.09.21

Peru já tratou melhor a Votorantim

O cerco do novo presidente do Peru, Pedro Castillo, ao setor de mineração pode trazer alguns dividendos, ainda que circunstanciais, para o Brasil. Segundo o RR apurou, a Nexa Resources, controlada pelo Grupo Votorantim, estuda transferir investimentos da ordem de US$ 1 bilhão para o lado de cá da fronteira. Uma parcela considerável dos recursos seria destinada à nova mina de zinco de Aripuanã (MT).

Trata-se do principal projeto da Nexa em desenvolvimento no Brasil. Por conta da pandemia, o empreendimento sofreu atrasos e aumento dos custos de implantação. Os gastos previstos saltaram de US$ 400 milhões para quase US$ 600 milhões. Consultada, a Nexa não se pronunciou.

A transferência de recursos para o Brasil seria uma reação da Nexa aos planos já anunciados pelo presidente Pedro Castillo de reduzir os benefícios fiscais concedidos às empresas de mineração. A princípio, uma reação pontual, diga-se de passagem, dada a importância da operação peruana para a empresa. Os negócios no país representam mais de 60% do faturamento da Nexa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.06.21

“Plano Biden”

De primeira: sócio do Grupo Votorantim em usinas eólicas, o Canada Pension Plan Investment Board (CPPIB) planeja investir cerca de US$ 500 milhões em novos projetos de energia renovável no Brasil. A preferência é por empreendimentos que comecem do zero.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.06.21

Chineses entram na disputa pelo cimento da LafargeHolcim

O RR apurou que a China Communications Construction Company (CCCC) mantém conversações para a compra dos ativos da LafargeHolcim no Brasil. As tratativas envolveriam um acordo porteira-fechada, com a aquisição de todas as 10 fábricas de cimento da empresa franco-suíça no país. Ao adquirir a subsidiária da LafargeHolcim, a CCCC passaria a controlar uma respeitável cadeia de suprimento de matéria-prima para a construção pesada: os chineses já são donos da Concremat, maior fabricante de concreto do país. A entrada em cena da CCCC – um conglomerado com faturamento global da ordem de US$ 80 bilhões/ano – promete esquentar consideravelmente a disputa pelos ativos da LafargeHolcim no Brasil. A operação está avaliada em aproximadamente US$ 1 bilhão. Entre os interessados estão a CSN e o Grupo Votorantim – conforme o RR antecipou na edição de 14 de maio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.20

Coronavírus

Informação de cocheira: a Votorantim trabalha com a projeção de perdas de R$ 400 milhões neste ano decorrentes da Nexa Resources, sua mineradora de zinco no Peru. É o custo-pandemia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.09.20

O PIB brasileiro a caminho da América

O Grupo Votorantim seguiu os passos da JBS e está fazendo a América. Atualmente, parcela expressiva da sua arrecadação vem dos Estados Unidos. No último trimestre, a receita líquida dos Ermírio de Moraes na América do Norte atingiu R$ 1,5 bilhão, o que representa um aumento de 40% em relação ao mesmo período no ano anterior. É bem verdade que a valorização do dólar explica uma parte do pedaço. A pandemia impactou o setor de construção civil menos do que se esperava. A receita líquida no Brasil foi de R$ 1,8 bilhão, com crescimento de 9% em relação ao segundo trimestre de 2019. Não vai demorar muito e Votorantim e JBS vão transferir sua sede fiscal para os Estados Unidos. Em tempo: a JBS já tentou, e tomou gongo, nos idos de um BNDES muito diferente do que esse que aí está.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.06.20

Bons ventos

Parceiro do Grupo Votorantim na construção de dois parques eólicos na Região Nordeste, o fundo Canada Pension Plan Investments (CPPI) teria  reservado mais de US$ 500 milhões para projetos de energia renovável no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.02.20

Descarga elétrica

O Grupo Votorantim e o fundo canadense CPPIB estariam avaliando um aporte de capital na Cesp, arrematada no ano passado. Certamente, não seria nada na ordem de grandeza do principal risco contábil da companhia: R$ 11 bilhões em contenciosos, dos quais mais de R$ 7 bilhões lançados em balanço como “perda provável”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.07.19

FHC trending topics

Um conglomerado empresarial estaria em conversações com Fernando Henrique Cardoso para que ele estrelasse um programa de entrevista em rede social. Algo parecido com Diálogos com Mário Sérgio Conti, na GloboNews. O tal conglomerado seria o Grupo Votorantim. FHC já carregaria para a nova empreitada seu patrimônio nas mídias digitais: são mais de 620 mil seguidores no Facebook e no Twitter.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.