fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Grupo Soma

Relacionados

13.10.21

Coleção verão

O Grupo Soma, que comprou a Hering em abril, quer mais. Teria reservado um espaço no seu closet para as marcas Richards e Ellus, controladas pela Inbrands.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.05.21

Corte e costura

Passados os fogos de artifício pela compra da Hering, o Grupo Soma já estuda um plano de fechamento de lojas deficitárias da marca. Procurado, o Soma disse “não ter acesso a esse nível de informação” porque o Cade ainda não aprovou a operação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.02.19

Uma joia rara entre os escombros da economia carioca

Os irmãos Roberto e Claudia Jatahy dão o pontapé inicial no projeto de criação de uma rede de joalherias. A pedra fundamental será a antiga loja do joalheiro Antônio Bernardo, que vendeu o ponto para os Jatahy depois do envolvimento no escandaloso caso do ex governador Sérgio Cabral. Bem ali, em Ipanema, ao lado da concorrente H. Stern, nasce a Animale Oro, pegando uma carona na marca Animale, carro chefe entre as grifes do Grupo Soma e já destacada vendedora de joias. A sócia Claudia Jatahy ficará à frente da operação. Foi ela que identificou que o negócio de joias merecia um voo solo. Para se ter uma ideia, mesmo sem um marketing próprio, o Soma já é o maior fabricante de joias do Rio. Só a loja da Animale localizada no Shopping Rio Sul vendeu 100 joias no final de 2018. Os irmãos Jatahy pretendem espalhar a Animale Oro em 20 estados em prazo relâmpago. São Paulo é a bola da vez, com duas lojas em dois shopping centers. O modelo é o mesmo dos negócios da Animale matricial, que tem 80 lojas próprias em todo o país – somente no Maranhão funciona em regime de franchising. Quem apostou que o objetivo é um IPO da Animale Oro ganhou um anelzinho da grife. Os Jatahy conhecem o caminho das pedras. Eles fizeram a abertura de capital do Soma há cerca de quatro anos. Para quem pensou em vender o grupo inteiro dois anos atrás – os Jatahy controlam o negócio com pouco mais de 50% do capital – é uma virada animal. Dona de um colar de grifes que inclui ainda Farm, Foxton e Cris Barros e quase 180 pontos de venda, a holding triplicou de tamanho desde o início da década: hoje, fatura por ano mais de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.08.18

A caminho da Nyse

O Grupo Soma, holding que reúne grifes como Farm e Animale, faz planos de desfilar na passarela da Nyse em 2019. O IPO se daria junto com a abertura de quatro lojas da Farm em Nova York e São Francisco. O Soma já anunciou a intenção de instalar até 20 pontos de venda nos Estados Unidos nos próximos dois anos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.