fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
09.09.20

Saúde para dar e vender

O RR apurou que o GIC, fundo soberano de Cingapura, vai usar o IPO do Grupo D ́Or para vender integralmente sua participação. Não tem do que se queixar do tempo que ficou “internado” na companhia. Quando entrou, em 2015, o D ́Or estava avaliado em R$ 20 bilhões. No IPO, seu valuation está estimado em R$ 100 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.08.20

Agronegócio brasileiro fica ainda mais dependente dos chineses

Um motivo a mais para Jair Bolsonaro rever sua postura belicosa em relação à China: a indexação do agronegócio brasileiro aos chineses tende a crescer consideravelmente nos próximos meses. A Ásia, de um modo geral, desponta como a única grande alternativa ao vazio que a Europa começa a deixar no mercado global de commodities agrícolas. Importantes bancos europeus, a exemplo do ABN
Amro, BNP Paribas e Société Generale, já anunciaram o fade out de seus financiamentos para contratos de compra e venda de açúcar, grãos, café, entre outros, tanto a futuro quanto à vista.

Essas instituições respeitarão acordos em vigor, mas não vão disponibilizar novas linhas de crédito. A decisão afeta, sobretudo, as principais tradings europeias, como Louis Dreyfus, Glencore e EDF Man, todas com significativa exposição no Brasil. ABN, BNP e Société respondem por quase 30% de todo o credit finance – o mecanismo que faz a roda do agronegócio global girar. O movimento dos europeus aumenta a sino-dependência do agronegócio brasileiro. Somente uma maior participação dos asiáticos, tanto na concessão de financiamentos quanto na ponta compradora, será capaz de amortecer o impacto da escassez de crédito europeu sobre a cadeia agrícola.

A expectativa no setor é que parte desse vazio venha a ser ocupada pela chinesa Cofco, que traz a reboque dinheiro a perder de vista de bancos conterrâneos e do próprio Estado chinês. O mesmo se aplica a outros mercados players asiáticos, que não apenas a China. É o caso da Olam, maior trading de commodities agrícolas de Cingapura, vinculada ao GIC, o fundo soberano daquele país. O recuo das instituições financeiras da Europa já começa a provocar soluções na liquidez do mercado de commodities agrícolas.

Na semana passada, a própria EDF Man recorreu à Justiça para refinanciar créditos da ordem de US$ 1 bilhão, alegando que seu plano de venda de ativos para reduzir o endividamento foi dizimado pela pandemia e pela consequente depreciação do valor de seu patrimônio. O grupo inglês opera no Brasil principalmente em contratos de açúcar e de café, neste último com a marca Volcafé. A cadeia cafeeira, por sinal, é um dos setores que mais deverá acusar o golpe do movimento feito pelas instituições financeiras europeias. O Brasil já estava vendendo contrato de café a futuro para o prazo de três anos. Esses prazos deverão encurtar drasticamente até o mercado global encaixar o novo cenário e recalibrar suas taxas de juros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.07.20

Check in

O GIC, fundo soberano de Cingapura que administra mais de US$ 400 bilhões, está prospectando ativos no setor hoteleiro no Brasil. Com a pandemia, o que não falta é “suíte presidencial” a preço de “quarto standard”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.05.20

Preços de ocasião

O GIC, fundo soberano de Cingapura, prospecta ativos de real estate no Brasil, notadamente torres comerciais. Quer aproveitar a queima de estoques da pandemia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.02.20

Praça do pedágio

A dobradinha Pátria Investimentos e GIC, o fundo  soberano de Cingapura, é vista no Ministério da Infraestrutura como forte candidata ao leilão da Via Dutra. A concessão da rodovia será relicitada ainda neste ano. A gestora de recursos e os asiáticos arremataram recentemente a licença da Rodovia Pipa, em São Paulo, por R$ 1,1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.01.20

Vem mais por aí

O GIC, fundo soberano de Cingapura, montou uma equipe para destrinchar as concessões ferroviárias no pipeline do governo Bolsonaro, em especial a Ferrogrão. Ressalte-se que o fundo, ao lado do Pátria, acaba de pagar R$ 1,1 bilhão pela licença da rodovia “Pipa”, em São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.10.19

Fundo soberano

O GIC, o trilhardário fundo soberano de Cingapura, já sinalizou ao Ministério de Infraestrutura que vai pousar na próxima rodada de licitações aeroportuárias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.07.19

Fundo soberano negocia aporte na Rede D´Or

O GIC, fundo soberano de Cingapura, estaria negociando o aumento da sua participação no capital da rede D´Or. A operação ocorreria mediante um aporte da ordem de R$ 1,5 bilhão. O fundo asiático detém atualmente 16% do grupo hospitalar. A capitalização daria fôlego para novas aquisições. Recentemente, a Rede D´Or comprou a maternidade carioca Perinatal por aproximadamente R$ 800 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.06.19

Água límpida

O GIC, fundo soberano de Cingapura está submerso nos números da mineira Copasa. Com a aprovação do marco regulatório do setor de saneamento no Senado, crescem as chances de a empresa ser levada a leilão ainda neste ano. O GIC, ressalte-se, já tem um pé no setor no Brasil, por meio da Aegea Saneamento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.05.19

Rede D´Or esbanja saúde

O Carlyle e o GIC, fundo soberano de Cingapura, preparam um aporte de capital na Rede D´Or. O valor seria de R$ 3 bilhões. As ordens de grandeza do grupo não permitem outras cifras. A Rede D´Or gastou R$ 7 bilhões em aquisições nos últimos cinco anos e já anunciou um investimento de R$ 8 bilhões na construção de dez hospitais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.