fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
18.12.20

Os voos de Efromovich

O empresário German Efromovich está disposto a entrar na Justiça na tentativa de reaver a concessão da OceanAir, extinta pela Anac após a falência da Avianca Brasil, nome comercial da companhia. A amigos, Efromovich diz ter investidores interessados em apoiá-lo na criação de uma nova empresa aérea.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.09.20

Turbulência 1

Poucos dias antes de ser preso, German Efromovich teve um revés empresarial: os investidores da América Central e da Ásia com quem Efromovich tentava levantar US$ 800 milhões para comprar a Alitalia pularam foram do negócio. Pareciam antever o que estava por vir.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.08.20

Vento que venta lá…

Preso na semana passada a partir de denúncias feitas por Sergio Machado, German Efromovich aposta que o ex-no 1 da Transpetro não confessou todos os pecados em seu acordo de delação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.07.20

A nova viagem de German Efromovich

German Efromovich não perde a pose. Tem sinalizado a credores da colombiana Avianca Holdings que está liderando um pool de investidores, notadamente da América Central, para recomprar o controle da companhia. Seriam os mesmos investidores que estão ao seu lado na suposta oferta para a aquisição da Alitalia. Bancos e fornecedores, que já conhecem Efromovich de outros carnavais, levam pouca ou nenhuma fé na promessa de um aporte de US$ 400 milhões. O empresário, não custa lembrar, perdeu o controle da Avianca Holdings para o sócio salvadorenho Roberto Kriete. Posteriormente, a companhia entrou em recuperação judicial.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.11.19

A nova rota de Efromovich

German Efromovich já desistiu de retomar a gestão da Avianca Holdings. Segundo o RR apurou, vai concentrar artilharia para arrancar uma indenização da empresa e de seu desafeto Roberto Kriete, dono de 22% da companhia aérea por meio da Kingsland. Inadimplente no pagamento de uma dívida de US$ 450 milhões à United, Efromovich perdeu o direito a voto na Avianca Holdings. Kriete assumiu o manche da empresa, com aval dos norte-americanos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.09.19

Aquela Avianca é outra…

A Avianca Holdings, da Colômbia, já teria gasto mais de US$ 20 milhões em publicidade nos países da América do Sul para esclarecer que não tem (mais) nada a ver com a Avianca Brasil. Ambas tinham em comum o controlador, German Efromovich. A brasileira entrou em recuperação judicial. A Avianca Holdings, agora sob o comando do investidor Roberto Kriete, não chegou a tanto, mas também não vai lá muito bem das pernas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.08.19

German nas nuvens

German Efromovich confidenciou a uma fonte do RR os planos de montar uma companhia aérea na Costa Rica. Só não disse de onde sairá o combustível financeiro para tirar o projeto do chão. Efromovich vem de dois reveses: a perda da Avianca na Colômbia e a recuperação judicial da Avianca Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.07.19

Passageiro sem bilhete

Não admira que os demais investidores tenham barrado a entrada de German Efromovich na Alitalia. O empresário não teria apresentado as garantias para o prometido aporte na companhia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.05.19

A última cartada de Efromovich

Germán Efromovich vai entrar com uma ação na Justiça norte-americana na tentativa de retomar o controle da colombiana Avianca Holdings. Na última sexta-feira, Efromovich perdeuo cargo de chairman e sua participação majoritária de 78% no capital por não ter honrado uma dívida de US$ 456 milhões com a United. Mais do que a companhia norte-americana, o grande vitorioso foi o investidor salvadorenho Roberto Kriete, desafeto de Efromovich, que fez um acordo com a United e assumiu o controle da Avianca Holdings. Pedra mais do que cantada. Na edição de 18 de janeiro, o RR noticiou que Kriete se articulavacom acionistas e credores para tomar o comando da companhia. A ação na Justiça dos EUA deverá ser a última cartada de Germán Efromovich para evitar o desmoronamento definitivo de seus negócios no setor – a brasileira Avianca já pode ser considerada página virada no seu folhetim: ou vai a leilão ou fecha de vez.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.04.17

Os inimigos de German

German Efromovich terá de enfrentar dois duros adversários para levar adiante a fusão entre a Avianca Holdings e a Avianca do Brasil. O fundo abutre Elliot, credor da companhia colombiana, e o investidor salvadorenho Roberto Kriete, sócio e desafeto de Efromovich, se mobilizam para barrar a operação. Um quer receber seus créditos primeiro; o outro luta para não ser diluído na fusão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.