fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
10.06.22

Luz apagada

Há um zunzunzum no setor elétrico de que a Petros pretende se desfazer da sua participação na Norte Energia, controladora de Belo Monte. A fundação divide uma fatia de 20% com sua prima-irmã Funcef.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.05.22

Ordem de despejo

A Funcef vai fazer uma espécie de “bota abaixo” em sua carteira imobiliária, notadamente participações no setor hoteleiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.04.22

Fundos de pensão abrem nova frente de batalha contra a Ambev

Previ, Funcef e Economus, fundo de pensão da antiga Nossa Caixa, vão voltar à carga contra a Ambev. Segundo o RR apurou, o trio estuda entrar na CVM com uma nova ação contra a cervejeira de Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles. As três fundações, que detinham bônus de subscrição emitidos pela antiga Brahma em 1996, alegam ter direito a convertê-los em ações da própria Ambev.

Somente Previ e Funcef calculam o seu prejuízo em R$ 4 bilhões. Cabe lembrar que o colegiado da CVM já se posicionou favoravelmente à fabricante de bebidas por duas vezes, a última em 2004. Os fundos de pensão, no entanto, acreditam que desta vez têm munição de maior calibre contra a Ambev.

De acordo com a fonte do RR, nos últimos anos a cervejeira teria firmado acordos sigilosos com outros detentores de bônus da Brahma, entre os quais um grande banco, para encerrar ações administrativas e judiciais. No entendimento das fundações, seria uma “confissão de culpa” da companhia. Procurada pelo RR, a Ambev não quis se pronunciar.

Previ, Funcef e Economus também não se manifestaram. A CVM, por sua vez, informou que “até o momento, não recebeu reclamação com o teor objeto da demanda”. Além do front regulatório, a batalha se desenrola nos tribunais, onde a AmBev também saiu em vantagem. O STJ deu ganho de causa à cervejeira, entendendo que os bônus não deveriam ser convertidos em ação. Agora, os fundos de pensão tentam reverter essa decisão no STF.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.01.22

Bilhete único 1

Previ, Petros e Funcef querem vender sua participação de 48,5% na Hmobi, nova controladora do Metrô do Rio. O restante das ações está nas mãos do Mubadala.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.22

Novas fronteiras

A Previc tem feito estudos para aumentar o limite para investimentos de fundos de pensão no exterior. A ideia é subir esse sarrafo dos atuais 10% para 20% das aplicações totais. É justamente o teto reivindicado por Previ e Funcef, os dois principais articuladores da mudança nas regras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.11.21

Último fio

O histórico cordão umbilical entre a Caixa e a Paranapanema está perto de se romper. Depois da Funcef, agora é o banco que estuda vender sua participação na empresa, possivelmente por meio de um leilão de bolsa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.10.21

Volta ao passado

A Funcef estuda retomar suas aplicações em Fundos de Investimentos de Participações. Os FIPs estão no índex da fundação desde que a Lava Jato desvendou uma série de desvios de recursos da entidade nesta modalidade de investimento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.10.21

O mar está agitado na Ecovix

A Funcef estaria se revelando um osso duro de roer para a Ecovix, braço de construção naval do Grupo Engevix. Acionista do estaleiro, com 25%, a fundação seria contrária ao plano de recuperação judicial apresentado pela empresa. De acordo com uma fonte ligada ao fundo de pensão, entre outras divergências a Funcef se opõe à inclusão dos ativos no plano e, consequentemente, à possibilidade de venda das instalações da Ecovix em Rio Grande (RS). Procurado, o estaleiro informou que “há um espírito de colaboração entre a empresa e a Funcef, no sentido de construir a melhor solução no processo de recuperação judicial.”. O fundo de pensão, por sua vez, não quis se pronunciar sobre o assunto. A Ecovix, ressalte-se, carrega uma dívida de R$ 7 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.10.21

Check out

Uma fonte cinco estrelas da Funcef crava: a fundação tem feito estudos para vender sua carteira de participações no setor hoteleiro. Entre os ativos estão o Complexo Brasília Alvorada e o Vila Galé Eco Resort de Angra dos Reis. Procurado, o fundo de pensão não se manifestou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.09.21

Um pé fora

O RR apurou que a Funcef está em busca de comprador para a sua participação de 10% na Norte Energia, consórcio controlador da usina de Belo Monte.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.