fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.09.21

Bancada bolsonarista

Palavra de um deputado bolsonarista ao RR: a participação de Fabrício Queiroz nas manifestações do dia 7 foi o pontapé inicial da sua candidatura a deputado federal. A julgar pelo frenesi que provocou na Avenida Atlântica, o ex-assessor de Flavio Bolsonaro já pode contar com um eleitorado fiel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.09.21

O “rebatismo” do BRB

Nos corredores do BRB, a sigla que dá nome à instituição financeira já ganhou um novo e sarcástico significado: “Banco dos Rolos do Bolsonaro”. O banco financiou tanto a mansão comprada pelo “01” Flavio Bolsonaro quanto a casa recém-alugada pelo “04” Jair Renan, também em Brasília.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.08.21

A acareação da acareação de Flavio e Ciro

Flavio Bolsonaro vem se vangloriando de ter sido responsável pela CPI da Covid cancelar a acareação entre Onyx Lorenzoni e o deputado Luis Miranda, que denunciou um suposto esquema de propina na compra da vacina Covaxin. O curioso é que o ministro Ciro Nogueira tem dito a mesma coisa. No Palácio do Planalto os dois tentam fazer a cabeça de Jair Bolsonaro quanto à autoria da façanha. Se o presidente tivesse alguma pinta de Rei Salomão, mandava fazer uma acareação entre ambos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.08.21

Caminhos opostos

Um caso raro de dissenso entre os Bolsonaro. Nos últimos dias, Eduardo Bolsonaro entrou pesado na busca de votos no Senado para a indicação de André Mendonça ao STF. Na mão contrária está Flavio Bolsonaro, que se opõe ao nome escolhido pelo pai para o Supremo. Mas não demora muito e os “Bolsonaro Brothers” se acertam.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.08.21

Outro “impeachment” em banho maria

A exemplo de Arthur Lira, Rodrigo Pacheco também está sentado sobre um pedido de “impeachment”: o processo contra Flavio Bolsonaro no Conselho de Ética do Senado, que investiga se o “01” soube ou não, antecipadamente, da operação da PF contra Fabricio Queiroz. PT e PSOL pressionam Pacheco a acelerar o caso. No entanto, com a pandemia, ele joga com o regulamento debaixo do braço: o regimento interno determina que o Conselho só pode se reunir presencialmente. Consultado, o Senado não se pronunciou sobre a pressão dos partidos de oposição. Disse apenas que “a retomada dos trabalhos poderá acontecer aos poucos, observadas as condições de segurança sanitária”. Quando? O Senado não informa.

Em tempo: o RR conversou com três senadores integrantes do Conselho de Ética do Senador. Todos afirmaram que não aceitam o retorno das reuniões presenciais neste ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Prêmio de consolação

O desembargador do TRF 2 William Douglas dos Santos, que chegou a estar cotado para o STF, teria o apoio de Eduardo e Flavio Bolsonaro para uma das vagas em aberto no STJ.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.06.21

A volta dos que não foram

A ida de Flavio Bolsonaro para a Secretaria de Governo – ver RR de 15 de junho – micou. Com a CPI querendo empurrar a pecha de corrupção para dentro do Palácio do Planalto, colar Flavio formalmente ao pai somente adensaria as acusações contra a família. Além do que o clã considerou que, no momento, Flávio seria mais importante no Congresso, defendendo Jair Bolsonaro e suas outras crias. Portanto, fica tudo como dantes no quartel dos Bolsonaro. Por enquanto, só por enquanto, Flávia Arruda permanece no cargo. Mas já com a mesa arrumada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.21

Flavio Bolsonaro está a dois passos do Palácio do Planalto

Você topa assumir?
– Quando o senhor quiser.

A existência do diálogo curto entre Jair Bolsonaro e Flavio Bolsonaro foi garantida ao RR. A conversa teria ocorrido no Palácio do Planalto, na semana passada. Flavio (Patriota-RJ) substituiria a deputada Flávia Arruda (PL-DF) na Secretaria de Governo. Com a medida, Bolsonaro faria um movimento inicial para a formalização da função dos filhos no seu governo. A ideia não é nova.

A presença dos rebentos em cargos na gestão Bolsonaro já foi aventada em outras ocasiões, a mais notória delas com a quase nomeação de Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil em Washington. Por sua vez, Carlos Bolsonaro, o “Carluxo”, como se sabe, já tem um cargo no Palácio do Planalto, ainda que não oficialmente: “comandante-em-chefe do gabinete do ódio”. Na equação formulada por Jair Bolsonaro, os prós da presença de Flavio Bolsonaro no Palácio do Planalto são superiores aos contras da sua ausência no Senado, como defensor do governo.

Flavio é reconhecido pelos próprios ministros e assessores palacianos como aquele que tem mais condições de ocupar a Secretaria de Governo em um ano eleitoral. O senador carrega um handicap que nenhum outro candidato ao cargo – como a deputada Celina Leão (PP-DF) – tem: falar com Flavio é a certeza de estar se falando diretamente com o presidente da República. O “01” não seria nomeado pela cota do Patriota e muito menos do Centrão, mas, sim, pela cota pessoal – e consanguínea – de Bolsonaro.

A ideia de Jair Bolsonaro não é rifar Flavia Arruda do governo. Até porque é preciso satisfazer Artur Lira e Valdemar da Costa Neto. O Palácio do Planalto estuda abrigá-la em outra Pasta. Entre as hipóteses aventadas estão os Ministérios do Turismo e até a recriação da Pasta do Esporte. Mas o destino mais provável da deputada é o Ministério da Cidadania. Consultado sobre a possível substituição de João Roma por Flavia Arruda, o Ministério da Cidadania disse que a resposta deveria ser dada pela Presidência da República. No entanto, até o fechamento desta edição, o Palácio do Planalto não se pronunciou sobre as mudanças e tampouco sobre a possível nomeação de Flavio Bolsonaro para a Secretaria de Governo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.05.21

Viagem ao Planalto

Empresários do setor hoteleiro, um dos mais duramente atingidos pela pandemia, estão articulando um encontro com o presidente Jair Bolsonaro. O meio de campo tem sido feito com o “01” Flavio Bolsonaro, relator da nova Lei Geral do Turismo no Senado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.04.21

Tiro no pé

No Palácio do Planalto, a avaliação é que Flavio Bolsonaro arrumou sarna para se coçar ao entrar com uma representação contra Jorge Kajuru no Conselho de Ética do Senado. A queixa deverá jogar foco no processo contra o próprio “01” que dormita no colegiado há meses, graças à parcimônia do presidente do Conselho, o senador Jayme Campos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.