fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
18.06.20

Aviso prévio

A Equatorial Energia já sinalizou que vai entrar no páreo pela Companhia Energética de Brasília (CEB). A privatização está prevista para 2021.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.10.19

Equatorial

No BNDES, a Equatorial Energia é considerada pule de dez na disputa pela Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). O modelo de privatização da distribuidora está a cargo do banco e deverá ser anunciado até o fim de novembro. Se não ocorrer um curto-circuito no caminho, o leilão sai no primeiro trimestre de 2020.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.08.19

Tratamento de choque na Ceal

A Equatorial Energia já descarregou R$ 500 milhões na Ceal e ainda deverá aportar mais R$ 200 milhões até o fim do ano. O dinheiro entra por uma porta e os trabalhadores saem por outra: desde que assumiu o controle da distribuidora alagoana, há pouco mais de três meses, a Equatorial já eletrocutou mais de 500 funcionários.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.06.19

Linha do Equador

A Equatorial Energia, leia-se um pool de investidores que vai do BlackRock ao Canada Pension Plan, é candidata à compra da participação da Petrobras na Breitener Energia. A empresa é dona de duas termelétricas em Manaus, com capacidade total de 315 MW. Consultadas, Petrobras e Equatorial Energia Linha do Equador não se pronunciaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.03.19

Descarga financeira na Ceal

Além dos mais de R$ 500 milhões pagos pela concessão, a Equatorial Energia prepara um aumento de capital na Ceal. O valor deve passar dos R$ 400 milhões. A distribuidora alagoana, arrematada em dezembro, carrega um patrimônio líquido negativo de quase R$ 600 milhões e uma dívida na casa de R$ 1,5 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.07.18

A volta de Sayão

A Vinci Partners está conversando com grupos chineses para investimentos conjuntos na área de transmissão. Será o retorno de Gilberto Sayão e seus partners à área de energia. Há três anos, a Vinci vendeu o controle da Equatorial Energia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.01.18

Pule de dez

Na própria Eletrobras, a Equatorial Energia é tratada como candidata n. 1 à compra das distribuidoras Cepisa (Piauí) e Ceal (Alagoas). A companhia monitora minuto a minuto os números das duas estatais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A italiana Enel e a Equatorial Energia estariam costurando uma oferta conjunta pela Light. A chinesa State Grid, ao que tudo indica, é o adversário a ser batido.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.17

Cinturão nordestino

A Equatorial Energia surge como um forte candidato à compra das distribuidoras do Piauí (Cepisa) e de Alagoas (Ceal), que deverão ser privatizadas pela Eletrobras ainda neste ano. Logo ali “ao lado”, a Equatorial controla a maranhense Cemar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.05.17

Inadimplência é um fio solto na Equatorial

A Equatorial Energia está cortando um dobrado para conter o aumento da inadimplência de suas distribuidoras. Na maranhense Cemar, a taxa de “calote” bateu nos 3,5% da receita; na Celpa, do Pará, o blecaute é ainda maior: o equivalente a 6,7% do faturamento. Ambas estão acima da sua média histórica, em torno de 2,5%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.