fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
27.05.22

O “show” de Pazuello

O marqueteiro Marcos Arnoud Marques deverá cuidar da campanha do general Eduardo Pazuello à Câmara dos Deputados. Conhecido como “Markinhos Show”, ele prestou consultoria ao Ministério da Saúde durante a gestão Pazuello. Foi responsável por um dos maiores investimentos publicitários do governo Bolsonaro: a campanha de vacinação contra a Covid, lançada em janeiro do ano passado. Estima-se que tenha custado mais de R$ 50 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O general Eduardo Pazuello e o coronel Elcio Franco são mesmo inseparáveis. Ex-secretário executivo do Ministério da Saúde, Franco tem acompanhado Pazuello em reuniões políticas para a elaboração do plano de governo de Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.03.22

Pazuello no QG de campanha

Para quem ainda se pergunta qual é a função do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello como assessor especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos: o general tem participado ativamente da elaboração do novo programa de governo de Jair Bolsonaro para as eleições de outubro. Nas discussões, vem demonstrando grande sintonia com a prole do presidente Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.03.22

Pazuello escolhe seu sucessor

Informação entreouvida pelo RR no Palácio do Planalto: o coronel Elcio Franco está cotado para assumir o posto de assessor especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência no lugar de Eduardo Pazuello – o general deve deixar o cargo no fim de março para disputar uma vaga na Câmara. A indicação partiu do próprio Pazuello. Franco é homem de confiança do general. Foi secretário executivo do Ministério da Saúde durante a sua gestão na Pasta. Antes já havia assessorado Pazuello durante a intervenção federal em Roraima. Mais um ponto em comum: ambos estão na lista de indiciados da CPI da Covid.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O deputado Jonathan de Jesus (Republicanos-RR) desponta como o favorito do Palácio do Planalto para o posto de ministro do TCU por indicação da Câmara. Em tempo: se Jesus for erigido ao Tribunal, abrirá vaga no Congresso para seu suplente, o notório Airton Soligo, vulgo “Cascavel”. Assessor direto do general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, Soligo foi investigado pela CPI da Covid e ainda é réu por suspeita de estupro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.12.21

“O general da morte”

Eduardo Pazuello, responsabilizado pela CPI da Covid por milhares de mortes, já começou a discutir com seu marqueteiro, Marcos Eraldo Arnoud, conhecido como “Markinhos Show”, a estratégia da sua campanha a deputado federal em 2022. Segundo o RR apurou, a segurança pública será um de seus motes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.12.21

Centrão vs. militares

O coronel Elcio Franco Filho, assessor especial da Casa Civil, foi para a “reserva”. Ex-secretário executivo de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde e indiciado na CPI da Covid, Franco perdeu o poder que tinha desde que Ciro Nogueira assumiu a Pasta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.10.21

Assunto estratégico só tem um

O general Eduardo Pazuello, assessor especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos, se dedica neste momento a uma única missão: trabalhar no relatório paralelo da CPI da Covid que o governo pretende apresentar para contraditar o parecer da Comissão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.10.21

Pazuello no ataque

Segundo uma fonte próxima a Eduardo Pazuello, o general vai entrar com uma ação por danos morais contra Omar Aziz e Renan Calheiros, por acusações que lhe foram feitas na CPI da Covid. Não seria o primeiro caso. Pelo mesmo motivo, a médica Nise Yamaguchi está processando o próprio Aziz, além do senador Otto Alencar. Procurado, Pazuello não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.09.21

Mito! Mito! Mito!

O general Eduardo Pazuello chamou a atenção na cerimônia de troca do comando da Operação Acolhida, em Roraima, na última terça-feira, pela alta “popularidade” entre os seus. Ao fim da solenidade, diversos militares abordaram o general para uma selfie.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.