fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Drogaria Pacheco

Relacionados

30.06.21

Brasil tem remédio

A Farmacias del Ahorro, uma das maiores redes de drogarias do México, está em busca de ativos no Brasil. Curiosamente, pode desembarcar no país antes da sua principal concorrente, a Femsa, que chegou a negociar, sem sucesso, a compra da Drogaria Pacheco São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.03.21

Pílula 2

O Mercado Livre estaria em conversações com grandes grupos do varejo farmacêutico, a exemplo da Drogaria Pacheco São Paulo (DPSP) e a cearense Pague Menos. A proposta envolveria a venda de medicamentos e de outros produtos farmacêuticos na plataforma de e-commerce.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.17

CVS avança sobre as farmácias da DPSP

Quase dois anos após a primeira incursão, a CVS está fazendo uma nova investida sobre a DPSP, holding que reúne as drogarias São Paulo e Pacheco. Com a aquisição, o gigante norte-americano, que já controla a bandeira Onofre, subiria muitos degraus no Brasil. Hoje, seu faturamento no país é da ordem de R$ 500 milhões. A receita da DPSP estimada para este ano é superior a R$ 7 bilhões. A CVS, por sinal, está no meio de um processo de arbitragem com os antigos controladores da Onofre, a família Arede, o que tem alimentando especulações sobre a negociação da bandeira aos próprias ex-acionistas. Consultada sobre o interesse pela DPSP, a CVS não quis comentar o assunto. Em relação à Onofre, afirmou que “não existe discussão de revenda” e que continua investindo na empresa. Já a DPSP não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.03.15

Pílula partida

 Bula antiterapêutica para a venda da Drogarias Pacheco São Paulo (DPSP) a  norte-americana CVS: de um lado, os antigos acionistas da São Paulo forçam a barra pela imediata negociação; do outro, a família Barata, fundadora da Pacheco, resiste a  oferta. Consta que o cheque gira em torno dos R$ 6 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.