fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
11.08.15

DPSP destila o ódio dos seus controladores

  A DPSP, holding que reúne as drogarias São Paulo e Pacheco, é um comprimido de Alka Seltzer num copo cheio d’água. No que depender dos 12 investidores egressos da São Paulo e donos de 40% do grupo, a associação que deu origem à segunda maior rede de farmácias do país vai virar borbulha. Eles querem vender sua participação no negócio. Para estes sócios, a convivência com a família Barata, antiga controladora da Pacheco, tornou-se praticamente insustentável. O motivo é o fracasso nas negociações para a venda da DPSP à norte-americana CVS, uma operação que permitiria aos acionistas do grupo embolsar cerca de US$ 2 bilhões. Os antigos acionistas da Drogaria São Paulo jogam a culpa pelo revés nas negociações com a CVS sobre os ombros da família Barata, do Rio de Janeiro. Inicialmente, o clã teria concordado com a proposta apresentada pelos norteamericanos. Quando tudo parecia se encaminhar para um acordo, os Barata teriam feito uma série de exigências, a maior delas um acréscimo de US$ 500 milhões em sua pedida. Na condição de majoritários, bateram a mão na mesa e não fecharam o negócio. Ressalte-se que esta foi a segunda vez em que o cavalo da CVS passou encilhado à frente da DPSP. Na primeira recusa, há cerca de um ano e meio, os ex-acionistas da Drogaria São Paulo engoliram o fim das negociações a seco. Agora, tudo indica, o copo d’água vai transbordar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.02.15

Cabo de guerra

 A Johnson & Johnson está travando uma queda de braço com as grandes redes de drogarias, notadamente Raia Drogasil e DPSP. Os norte-americanos querem empurrar para o varejo um aumento médio de 10% em seus produtos. Uníssonas, as farmácias só aceitam um reajuste de até 5% – diga-se de passagem, inferior ao IPCA de 2014 (6,14%).

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.