fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.05.22

Contragolpe geoeconômico

O frigorífico paraguaio Frigonorte está se movimentando para comprar ativos no Brasil. Trata-se de uma investida na contramão da invasão brasileira do outro lado da fronteira. No passado recente, o próprio Frigonorte quase foi comprado pela Minerva Foods. Ressalte-se que a empresa paraguaia passou por momentos conturbados: um de seus sócios chegou a ser investigado por suposto envolvimento no esquema criminoso do doleiro Dario Messer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.02.22

O infindável Messer

Segundo uma fonte do Ministério Público, a Justiça do Paraguai identificou novas fazendas naquele país que, segundo as investigações, pertencem a Dario Messer e estavam em nome de “laranjas”. São bens “não declarados” no acordo de delação firmado pelo “doleiro dos doleiros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.21

Ministério da Justiça faz seu próprio “ajuste fiscal”

Cada Ministério dá seu jeito para compensar o orçamento apertado. A Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (Senad), vinculada à Pasta da Justiça, está em tratativas com a Polícia Federal e a Justiça com o objetivo de acelerar o leilão de bens apreendidos de facções criminosas. As joias da coroa vêm da mega quadrilha desbaratada recentemente em Rondônia, no âmbito da Operação Carga Prensada. São 155 veículos de luxo – como BMW e Land Rover -, além de lanchas e de um avião. Os recursos serão revertidos para a própria corporação, com a compra de veículos, equipamentos etc. Procurado o Ministério confirma que “está articulando com a Polícia Federal detalhes da operação Carga Prensada e vai colocar à disposição do Poder Judiciário a estrutura da Senad para a realização do leilão desses bens”. Os recursos, segundo a Pasta, serão destinados ao Fundo Nacional Anti-drogas (Funad), que financia ações de prevenção e de combate ao tráfico.

Por falar em dinheiro do crime: após a venda de uma série de imóveis de Dario Messer no Rio de Janeiro, a Justiça prepara o leilão de propriedades do doleiro no exterior, notadamente no Paraguai e em Nova York. A avaliação dos bens a serem leiloados gira em torno dos US$ 40 milhões. Trata-se de mais um capítulo do acordo firmado entre Messer e a Justiça brasileira, com o objetivo ressarcir os cofres públicos em R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.10.21

MPF faz de tudo para fisgar Cartes

Mais um capítulo do caso Dario Messer: o Ministério Público Federal está recorrendo ao próprio STJ contra a decisão do ministro da Corte Rogério Schietti. O magistrado acolheu, monocraticamente, pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes, suspeito de ligação com o esquema criminoso mantido pelo doleiro brasileiro. Em sua decisão, Schietti alegou que Cartes está fora da jurisdição do MPF brasileiro. Não é o que pensa o Ministério Público, disposto, até mesmo, a levar o caso ao Supremo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.21

A segunda chance do Minerva

O RR teve a informação de que o Minerva Foods reabriu conversações para a compra do Frigonorte, um dos maiores frigoríficos do Paraguai. No ano passado, a empresa da família Queiroz esteve perto de fechar a aquisição. Na ocasião, no entanto, o Frigonorte optou por firmar um acordo operacional com a também paraguaia Concepción. Em tempo: o Frigonorte tem um passado recente conturbado. Um de seus sócios chegou a ser investigado pelo suposto envolvimento no esquema criminoso montado pelo doleiro Dario Messer no Paraguai.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.09.21

Dólar paralelo

Pessoas próximas a Dario Messer garantem que o “doleiro dos doleiros” está colocando suas memórias no papel. A parte mais palpitante da obra seria o índice remissivo de clientes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.07.21

Messer e grande elenco

Uma grande plataforma de streaming está interessada em contar a história do doleiro Dario Messer e de suas ligações perigosas. O que significaria colocar na tela alguns nomes da elite empresarial brasileira e suas práticas pouco ortodoxas, em associação com Messer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.10.20

Pedra preciosa

O Ministério Público do Paraguai sinalizou ao seu congênere brasileiro que pretende convocar para depoimento o doleiro Dario Messer. O alvo é o ex-presidente paraguaio Horacio Cartes, apontado como “sócio” do esquema criminoso montado por Messer no país vizinho. Em tempo: no que depender da Justiça brasileira, os procuradores paraguaios é que terão de atravessar a fronteira para ouvir Messer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.09.20

“Lei Messer” regula a partilha do dinheiro do crime

O “testamento” do doleiro Dario Messer tornou-se a proxy para uma negociação bilateral ainda mais ampla. Os governos do Brasil e do Paraguai costuram um novo acordo de cooperação contra o crime organizado, com foco na partilha de bens oriundos de atividades ilegais. A iniciativa, já chamada informalmente no Ministério da Justiça de “Lei Messer”, é uma espécie de Parte 2 do convênio assinado no ano passado pelo então ministro Sergio Moro, quando os dois países criaram equipes conjuntas de investigação – as ECIs – para acelerar a apuração de crimes transnacionais.

O território paraguaio é reconhecidamente um (acolhedor) refúgio para traficantes, doleiros, contraventores e congêneres brasileiros, o que enseja um acordo bilateral para a partilha de recursos de criminosos com atividades nos dois países. O caso Messer é bastante representativo, pela sua complexidade. Do patrimônio total de R$ 1 bilhão que o doleiro entregará à Justiça brasileira, cerca de R$ 700 milhões dizem respeito a bens no Paraguai, entre os quais 81 imóveis, como fazendas e apartamentos.

O Ministério Público do Paraguai já comunicou ao seu congênere brasileiro que vai requisitar parte desses bens. A Justiça brasileira vai concordar com o pedágio. Até porque precisará do apoio das autoridades paraguaias para garantir a regularização e a posterior venda das propriedades de Messer no país vizinho, a maior parte delas em nome de “laranjas”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.03.20

Carne de pescoço

Em negociações avançadas para comprar o frigorífico paraguaio Frigonorte, Marcos Molina, dono do Marfrig, foi além de uma due diligence convencional. Teria contratado uma empresa de investigação corporativa para escanear a companhia de cima a baixo. Um dos sócios do Frigonorte é investigado pela Justiça do Paraguai por suas ligações com o doleiro Dario Messer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.