fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
07.03.22

Pazuello escolhe seu sucessor

Informação entreouvida pelo RR no Palácio do Planalto: o coronel Elcio Franco está cotado para assumir o posto de assessor especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência no lugar de Eduardo Pazuello – o general deve deixar o cargo no fim de março para disputar uma vaga na Câmara. A indicação partiu do próprio Pazuello. Franco é homem de confiança do general. Foi secretário executivo do Ministério da Saúde durante a sua gestão na Pasta. Antes já havia assessorado Pazuello durante a intervenção federal em Roraima. Mais um ponto em comum: ambos estão na lista de indiciados da CPI da Covid.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.02.22

Aviso prévio no Conselho de Medicina

O RR apurou que Mauro Ribeiro vai deixar a presidência do Conselho Federal de Medicina (CFM) até o dia 31 de março. Seu substituto será o atual diretor-tesoureiro da entidade, José Hiran da Silva Gallo. Procurado, o CFM confirmou a informação. A troca tem gerado controvérsias.

A entidade garante que Ribeiro e Gallo tinham um acordo, “com conhecimento do plenário”, para dividir o mandato – o primeiro entre outubro de 2019 e março de 2022; e o segundo, até setembro de 2024. Ainda segundo o CFM, a recente eleição de fevereiro “homologou esse encaminhamento.” Nos corredores da instituição, no entanto, circula outra versão, segundo um dos conselheiros informou ao RR.

A saída de Ribeiro teria se dado por pressão interna de diretores e membros do Conselho. Na lista de indiciados pela CPI da Covid, Ribeiro arrastou o Conselho de Medicina para uma crise institucional poucas vezes enfrentada pelo órgão. Com relação ao indiciamento, o CFM esclarece que “não define posicionamentos em função de interesses particulares de qualquer natureza, sejam ideológicos, políticos ou econômicos. Todos os seus membros, inclusive diretores, se pautam pelo respeito a parâmetros técnicos, científicos, legais e éticos”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.02.22

Fogos de artifício

Renan Calheiros farejou uma oportunidade política de bater no governo Bolsonaro. Na condição de relator da CPI da Covid, está disposto a comparecer pessoalmente ao Tribunal Penal Internacional de Haia para apresentar o relatório final da Comissão e defender a tese de que Jair Bolsonaro cometeu crime contra a humanidade. O documento foi enviado à Corte na semana passada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O deputado Jonathan de Jesus (Republicanos-RR) desponta como o favorito do Palácio do Planalto para o posto de ministro do TCU por indicação da Câmara. Em tempo: se Jesus for erigido ao Tribunal, abrirá vaga no Congresso para seu suplente, o notório Airton Soligo, vulgo “Cascavel”. Assessor direto do general Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde, Soligo foi investigado pela CPI da Covid e ainda é réu por suspeita de estupro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.12.21

Um candidato ao STJ em desabrida campanha

O nome de Marcelo Buhatem circula no Palácio do Planalto como um potencial candidato a uma vaga no STJ. Presidente da Associação Nacional de Desembargadores, Buhatem tem feito sucessivos movimentos de aproximação de Jair Bolsonaro. Em abril, condecorou o presidente com uma medalha; um mês depois, publicou um artigo com críticas à CPI da Covid. Ao que parece, a estratégia de apologia ao presidente está dando certo: em novembro, Buhatem participou de um evento em Dubai ao lado de Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.12.21

“O general da morte”

Eduardo Pazuello, responsabilizado pela CPI da Covid por milhares de mortes, já começou a discutir com seu marqueteiro, Marcos Eraldo Arnoud, conhecido como “Markinhos Show”, a estratégia da sua campanha a deputado federal em 2022. Segundo o RR apurou, a segurança pública será um de seus motes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.12.21

Centrão vs. militares

O coronel Elcio Franco Filho, assessor especial da Casa Civil, foi para a “reserva”. Ex-secretário executivo de Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde e indiciado na CPI da Covid, Franco perdeu o poder que tinha desde que Ciro Nogueira assumiu a Pasta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.11.21

Conselho de Medicina na mira da Defensoria Pública

O RR apurou que a Defensoria Pública da União estuda abrir um processo contra o Conselho Federal de Medicina (CFM). O motivo é resolução 2.294, editada em junho, que estabeleceu novas normas e condutas éticas relacionadas à reprodução assistida. Na defensoria há um entendimento de que a resolução feriu a privacidade familiar, notadamente pelas regras para o número de óvulos inseminados ou armazenados, que variam de acordo com a idade da mulher. Procurado, o CFM limitou-se a dizer que “não foi notificado em nenhuma ação da DPU”. Em tempo: o presidente do CFM, Mauro Luiz Ribeiro, parece viver seu inferno astral. Ribeiro é um dos indiciados no relatório final da CPI da Covid, acusado de omissão diante da prescrição de cloroquina como tratamento preventivo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.11.21

Mise-en-scène

Renan Calheiros está disposto a ir à Haia, na Holanda, para entregar pessoalmente o relatório final da CPI da Covid ao Tribunal Penal Internacional. O ato seguinte seria o pedido de abertura de denúncia contra o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.21

“Netflix da CPI”

A última de Renan Calheiros: o senador quer produzir filmetes sobre a CPI da Covid para as redes sociais, destacando os indiciados no seu relatório final.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.