fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
24.03.22

Fundo americano recua alguns hectares em terras brasileiras

Segundo o RR apurou, o TIAA, o fundo de pensão dos professores universitários norte-americanos, estaria vendendo terras na região do Cerrado. Um dos candidatos ao negócio seria a Radar, companhia de propriedades agrícolas controlada pela Cosan. Não é de hoje que os caminhos da dupla se cruzam em solo brasileiro.

Em setembro do ano passado, o grupo de Rubens Ometto recomprou uma participação de 47% na própria Radar, fatia essa que havia sido vendida pela Cosan, em 2016, à Mansilla Participações, veículo de investimento do TIAA. Ambos também teriam mantido negócios conjuntos no setor por meio da Tellus Brasil Participações. Procurados pelo RR, Cosan e TIAA não se pronunciaram.

Tão ou mais importante do que os personagens da operação e esse vai-e-vem societário é o histórico de suspeições lançadas sobre os negócios da TIAA com terras no Brasil. O fundo de pensão chegou a ser acusado de ter comprado propriedades agrícolas no país de forma irregular, driblando as restrições à presença de capital estrangeiro no setor. As denúncias foram alvo de investigação por parte de órgãos públicos. No fim de 2020, um relatório preliminar do próprio Incra apontou indícios de que o TIAA violou a legislação brasileira.

De lá para cá, no entanto, parece terem jogado terra em cima do assunto. Consultado, o Incra não quis se manifestar. Segundo o RR apurou, à época, a questão chegou a provocar mal-estar junto ao governo norte-americano. Na ocasião, Donald Trump ainda estava na Casa Branca. O que não quer dizer que, do ponto de vista diplomático, o tema possa ter perdido peso com a chegada de Joe Biden ao poder. Pelo contrário. Roger Ferguson Jr., que até maio do ano passado ocupava o cargo de CEO do TIAA, é ligado ao Partido Democrata e bastante próximo de Biden. Ex-vice-presidente do FED, Ferguson esteve cotado para assumir a Secretaria do Tesouro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.03.22

Pé no freio

A Cosan está revendo seu plano de investimentos na área de mineração, leia-se a JV, joint venture com o empresário Paulo Brito. A empresa de Rubens Ometto anda mais conservadora: recentemente, suspendeu a criação da Mobitech, que seria uma associação com a Porto Seguro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.02.22

“RaízenTech”

A Raízen, joint venture e a Cosan e a Shell, pretende ter a sua própria fintech.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.02.22

Todo o gás

Além do projeto já anunciado para o Porto de Santos, a Compass, leia-se Cosan, estuda construir um terminal de regaseificação de GNL no Nordeste. Um dos locais avaliados é o porto de Pecém, no Ceará.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.02.22

Onipresente

A Compasss, leia-se Cosan, fez chegar à Vibra Energia seu interesse em comprar sua participação de 49% na ES Gás.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.02.22

Uma voz a mais contra a Compass

A Equatorial Energia estaria trabalhando nos bastidores do Cade contra a aprovação da venda da Gaspetro à Compass, leia-se Cosan. A companhia tem interesse em entrar no mercado de distribuição de gás. A suspensão do negócio colocaria novamente sobre o balcão  as participações da Petrobras em 17 concessionárias estaduais do setor.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.01.22

Tem terra para todos

O Gávea, de Armínio Fraga, estuda investir na compra de propriedades agrícolas. De uma certa forma, vai seguir o caminho de Daniel Dantas, que derivou para o agronegócio através da aquisição de milhares de cabeças de gado.

A argentina Cresud está se movimentando para aumentar sua participação na Brasil Agro, uma das maiores empresas de propriedades agrícolas do Brasil.

Após recomprar a Radar, a Cosan planeja novas aquisições no segmento de propriedades agrícolas. O alvo principal seria a Terra Santa, dona de uma carteira de mais de 80 mil hectares de terras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.01.22

Queda de braço

A Rumo, leia-se Cosan, não vai deixar barato. A empresa prepara-se para recorrer à Justiça da multa de R$ 247 milhões que recebeu do Cade por concorrência desleal no transporte ferroviário de açúcar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.12.21

Cosan e Âmbar de braços dados

A Cosan está negociando uma parceria com a Âmbar, leia-se J&F Investimentos, para a construção de um gasoduto entre Uruguaiana e Porto Alegre. O pipeline abasteceria a Sulgás, comprada pelo grupo sucroalcooleiro. A princípio, segundo o RR apurou, Rubens Ometto teria manifestado internamente alguma resistência à ideia de se associar aos irmãos Joesley e Wesley Batista. Mas foi convencido de que ambos, agora, são “ficha limpa”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.11.21

Avanço na bolsa…

A Cosan, de Rubens Ometto, retomou os planos de abertura de capital da Compass. A meta é que o IPO ocorra até março de 2022. A oferta de ações tornou-se estratégica diante das seguidas aquisições da Compass no setor de gás.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.