fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
25.11.21

Fabio Faria joga a favor ou contra a venda dos Correios?

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, com a sua péssima comunicação, acabou tornando-se o maior ativista no governo contra a privatização dos Correios. Faria parece sofrer de dissonância cognitiva. As declarações dele sobre o assunto somente depreciam o valor da empresa.

Quando Faria pede rapidez na privatização, ele afirma ao mesmo tempo que se ela não for realizada em um ano o Correio estará inviabilizado. Ora, se um negócio perde o valor dessa forma e em prazo tão curto, é porque não é um bom negócio. Faria afirma que os Correios é a única empresa que está presente nos 5.568 municípios, inclusive nas regiões mais distantes do país, o que permite atender 27,5 mil lojas virtuais das 31 mil existentes no país. O ministro, contudo, diz que as greves levaram empresas como o Mercado Livre e Magalu a procurarem alternativas para entrega de encomendas.

Os Correios ficariam no final “somente com o osso”. Pois bem, se ele se queixa dessa forma das greves, sinaliza para um problema que pode perdurar com o controle pela iniciativa privada. Uma mensagem para afastar o investidor. Faria ressalta ainda que os Correios perderam entre 20% a 30% de market share. Ué, que recado é esse? A verdade é que no afã de vender a empresa, o ministro fala o que não deve ao invés de estimular potenciais compradores. Há um parafuso fora do lugar na cabeça de Fabio Faria.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.11.21

A caminho do Palácio

O general Floriano Peixoto, presidente dos Correios, está cotado para assumir um cargo no Palácio do Planalto. Com ou sem privatização da empresa. Peixoto, que já ocupou a Secretaria Geral da Presidência, é homem de confiança de Jair Bolsonaro. E o presidente acha que o general cumpriu, com louvor, sua missão nos Correios, deixando a estatal prontinha para a venda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.21

Próxima missão?

O general Floriano Peixoto Mello, presidente dos Correios, está cotado para assumir o comando da nova estatal da área de energia que englobará Itaipu e Eletronuclear. No Planalto, o entendimento é que, com ou sem privatização, o general já cumpriu a missão de “despetizar” os Correios.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.09.21

Invisibilidade contra o roubo de cargas

O Mercado Livre tem ampliado gradativamente o número de entregadores autônomos, em detrimento da contratação dos Correios e de outras empresas de encomendas expressas. Além da redução dos custos logísticos, a medida tem outra motivação: driblar o aumento do roubo de cargas. Os entregadores autônomos são uma espécie de “Uber do delivery”: usam seus próprios carros particulares, sem qualquer identificação do Mercado Livre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.21

Calendário eleitoral 1

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, está fazendo de tudo para que a privatização dos Correios saia até março. Há uma razão pessoal: em abril, Faria deve se desincompatibilizar do cargo para disputar as eleições.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.09.21

General em trânsito

O general de divisão Celso José Tiago está cotado no governo para voltar à gestão da Imbel, da qual foi diretor-presidente até
março de 2019. Recentemente, o militar deixou a diretoria de governança dos Correios.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.07.21

Bancada dos carteiros

Há uma pressão na Câmara para alterar um ponto sensível do projeto de privatização dos Correios: em vez de 12 salários, os funcionários que aderirem ao Plano de Demissão Voluntária teriam direito 24 meses de remuneração. A conta iria para o colo do novo controlador. Alguém combinou com ele?

Por falar em Correios: Jair Bolsonaro já sinalizou ao presidente da empresa, o general Floriano Peixoto, que pretende mantê-lo no governo, em outra função, após a venda da estatal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.07.21

Que hora imprópria

Os Correios correm o risco de perder um nome de peso em sua carteira de clientes. O Mercado Livre, gigante do e-commerce, tem reduzido drasticamente o uso da estatal em suas entregas. Consultado, os Correios disseram que “não prestam informações específicas sobre clientes”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.07.21

Carta-convite

Jair Bolsonaro tem feito rasgados elogios ao general Floriano Peixoto, presidente dos Correios. Em conversas reservadas com assessores palacianos, costuma dizer que precisa encontrar um Ministério para Peixoto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.03.21

A aposta possível

Nas reuniões com sua equipe, o secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Diogo Mac Cord, tem demonstrado entusiasmo com a possibilidade de privatização dos Correios neste ano. Entre seus próprios auxiliares, a leitura é que Mac Cord não aposta uma ficha na venda da Eletrobras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.