Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Relacionados

25.07.19

Os milhões da Cofco

A trading chinesa Cofco, gigante do agronegócio global, está semeando US$ 200 milhões em novos investimentos para ampliar sua estrutura logística no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.07.19

Entressafra no crédito rural

A trading chinesa Cofco deverá ceifar em aproximadamente 40% a oferta de financiamento agrícola para a próxima safra de grãos no Brasil. Os cortes atingiriam, notadamente, os empréstimos para os produtores de soja. Os chineses vão adotar uma política de crédito mais cautelosa por conta da onda de recuperações judiciais (RJ) entre pequenos e médios grupos do agronegócio. Neste ano, já houve mais de 50 pedidos de RJ no setor agrícola.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.05.19

Ferrovia chinesa

Uma das maiores tradings agrícolas do mundo, a chinesa Cofco desponta como interessada na licitação da Ferrogão, que cortará o Centro-Oeste até chegar ao Porto de Mirituba (PA). Da região sai boa parte da produção dos asiáticos no mercado brasileiro. A Cofco já exporta por ano mais de 12 milhões de toneladas de grãos no país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.04.19

Cofco “toma” o Mato Grosso

A chinesa Cofco deverá investir cerca de R$ 500 milhões para ampliar sua rede de armazéns de grãos no Mato Grosso. Em dois anos,os chineses mais do que duplicaram suas exportações de soja a partir do estado. Já são quase oito milhões de toneladas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.03.19

De grão em grão…

A Cofco, gigante chinês do agribusiness, está em conversações para a compra de uma das maiores tradings de grãos do Brasil ainda controlada por capital nacional. A presa em questão fatura cerca de R$ 5 bilhões por ano.

A Olam International, de Cingapura, uma das maiores produtoras de grãos do mundo, teria interesse em embarcar na Ferrogrão. A ferrovia está orçada em mais de R$ 12 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.02.19

Solo fértil da Cofco

A chinesa Cofco vai esticar mais um de seus pesados tentáculos no Brasil. O grupo pretende investir na produção de fertilizantes, com a compra de ativos. Por trás da decisão, a estratégia dos asiáticos de verticalizar sua operação no Brasil. Gigante do agronegócio, com faturamento mundial de quase US$ 50 bilhões, a Cofco é hoje uma das maiores produtoras e exportadoras de soja do país, além de já ter investido mais de US$ 1 bilhão na área de logística.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

18.01.19

As toneladas da Cofco

Uma das maiores tradings agrícolas do mundo, a Cofco tem planos de construir uma leva de quatro centros de armazenagem e distribuição no Brasil. O investimento passaria dos R$ 400 milhões. Sinal de que os chineses preparam algo grande na produção de grãos..

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.11.18

A nova safra de investimentos da Cofco

A chinesa Cofco prepara um novo ciclo de investimentos no Brasil, notadamente na área sucroalcooleira. Os asiáticos pretendem ampliar a capacidade de suas quatro usinas em São Paulo, hoje de 15 milhões de toneladas, e buscam aquisições no Centro-Oeste. As cifras sobre a mesa beiram a casa de US$ 1 bilhão em investimentos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.11.18

Plantio chinês

A chinesa Cofco, uma das maiores tradings agrícolas do mundo, carrega no coldre US$ 2 bilhões para a compra de plantações de soja no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.10.18

Bilhete para 2019

O fundo soberano Kuwait Investment Authority (KIA) está se unindo a um grupo de tradings agrícolas, entre elas a chinesa Cofco, para investir na construção da Ferrogrão. A ferrovia está orçada em quase R$ 10 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.