fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
08.01.20

O crepúsculo da Net

Após a incorporação da empresa pela Claro, a América Móvil prepara a pá de cal na Net: a extinção da antiga marca. Toda a operação de TV por assinatura no Brasil ficaria sob a bandeira da própria Claro. Ainda que mudem o nome e recorram à numerologia, os mexicanos não vão conseguir resolver o grande problema: a obsolescência de um negócio que perdeu mais de 150 clientes por hora em 2019.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.11.19

TIM pode vender até o que não tem

A Claro e o próprio Ministério da Justiça perderam o primeiro round contra a TIM. O Conar arquivou o processo aberto contra a operadora italiana por suspeita de propaganda enganosa. Os mexicanos e a Secretaria Nacional do Consumidor, vinculada à Pasta de Sergio Moro, acusaram a empresa de tentar ludibriar o público, com uma campanha que vinculava seus serviços à velocidade 5G, tecnologia sequer licitada pela Anatel. A Claro deve subir o tom e levar o assunto à própria agência reguladora. Provavelmente, vai dar em nada. Ou seja: se a TIM quiser, já pode tascar um 6G nos seus reclames comerciais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.19

Primeira e única chamada

Aproximadamente 500 demissões. Este é o cartão de visitas que o presidente da Claro, José Félix, reserva para a recém-adquirida Nextel. Isso, ressalte-se, apenas no “D zero”  da incorporação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.08.19

O sinal da Claro caiu

Projeção que tem causado um rebuliço nos corredores da Claro: a empresa caminha para fechar o ano abaixo da linha de oito milhões de assinaturas de TV a cabo, cerca de 600 mil a menos em relação a dezembro de 2018. Proporcionalmente, nenhuma concorrente deverá ter uma queda tão acentuada. Há três anos, ressalte-se, eram mais de dez milhões de assinantes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.08.19

Matutando

José Félix, CEO da Claro, matuta sobre o futuro breve das operações de TV a cabo do grupo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.05.19

Disque-crédito

Além de aumentar seu market share na telefonia celular em aproximadamente 1,5%, a Claro vislumbra um ganho adicional na compra da Nextel. Tratase de um crédito tributário potencial da ordem de R$ 1 bilhão caso o STF confirme a decisão de excluir o ICMS da base de cálculo de PIS e Cofins.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.10.18

Pressão contra Disney e Fox

As operadoras de TV por assinatura, à frente NET/Claro e Sky, fazem pressão sobre o Cade para que ele vete a compra dos canais Fox, incluindo Fox Sports, pela Disney no Brasil. O grupo norte-americano já é dono da ESPN.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.01.18

Antes tarde do que nunca

A TIM Brasil estaria prestes a lançar um serviço de TV por assinatura com a sua própria marca. Neste mercado, a operadora está a milhas de distância de Claro/Net, Oi e Vivo. Tem uma parceria com a Sky que ainda engatinha.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.12.17

Cemig Telecom em pane

O esquartejamento da Cemig Telecom – há dez dias, a empresa vendeu parte de sua operação de rede de TV para a Claro – tem encontrado resistência entre os próprios diretores da estatal. Segundo o RR apurou, outro executivo estaria prestes a seguir os passos do ex-presidente Aloisio Vasconcelos, que deixou o cargo no início do mês por não concordar com a venda da Cemig Telecom e muito menos com o seu fatiamento. Foi a forma que o governador Fernando Pimentel encontrou para privatizar a companhia sem ter de passar pelo crivo da Assembleia Legislativa. O risco de derrota era maior do que a Zona da Mata inteira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.04.17

Os novos alvos de Slim

Em meio às mudanças na gestão da Claro, Carlos Slim vai ampliar seu raio de ação no Brasil. A espanhola Fomento de Construcciones y Contratas (FCC), controlada pelo mexicano, prepara seu desembarque no país. Na mira, concessões aeroportuárias e ativos na área de saneamento. Em 2011, a FCC disputou o leilão do aeroporto de Natal, mas perdeu para a argentina Corporación America.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.