fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

City Football Group

05.01.22

XP rola a bola das SAFs até Dubai

O RR apurou que a XP Investimentos vem mantendo conversações com o City Football Group, controlado pelo Abu Dhabi United Group – leia-se o sheik Mansour bin Zayed Al Nah-yan, membro da família real de Abu Dhabi. Em pauta, possíveis aportes em clubes de futebol brasileiros. A XP vem jogando quase sem marcação nesse mercado: já é adviser de Botafogo e do Cruzeiro e conversa com outros players, entre os quais um grande clube paulista. Natural que a XP bata à porta dos árabes. O City Football Group reúne o maior colar de participações societárias no mundo da bola: é acionista de mais oito clubes em um total de nove países. Só no Manchester City, a joia da coroa, estima-se que já tenha investido mais de 3,5 bilhões de libras. No entanto, sua vinda para o Brasil é complexa. Primeiro por uma questão geoeconômica: só agora os árabes começaram a colocar os pés na América do Sul e, ainda assim, de forma conservadora e em ligas secundárias. O City adquiriu o controle do clube uruguaio Montevideo City Torque e do boliviano Bolivar. Além disso, o modelo das SAFs ainda é cheio de pontos cegos do ponto de vista legal. Some-se a isso a má fama de clubes e cartolas brasileiros em termos de compliance.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.