fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Ciência e Tecnologia

26.06.20

2,5G para cada lado

As operadoras de telefonia cobram do governo que o processo de licitação do 5G fique sob o teto de um único Ministério. Com a cisão da Ciência e Tecnologia, a gestão Bolsonaro criou um ornitorrinco: há questões que permaneceram na Pasta, como a “internet das coisas” e a banda larga, e outras que passaram para o Ministério das Comunicações – a começar pela responsabilidade legal pela concessão e renovação das licenças. Se, com um ministério só, o 5G não saiu ainda, imaginem dividido ao meio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.09.19

As cinzas da Ciência e Tecnologia

Em meio às queimadas na Amazônia, o orçamento para a área de Ciência e Tecnologia tende a ser ainda mais desmatado em 2020. A ideia do governo é centralizar no Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTIC) todas as verbas para o setor, tirando autonomia de órgãos vinculados à Pasta. Os recursos seriam gradativamente distribuídos ao longo do ano, dentro da disponibilidade do Ministério. A primeira sinalização neste sentido veio discretamente embutida no Projeto de Lei Orçamentária Anual do ano que vem, encaminhada ao Congresso no dia 30 de agosto. Na peça, a rubrica dos recursos destinados às 16 Unidades de Pesquisa do MCTIC aparece com o valor zerado. Entre estes órgãos, figuram o Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE) e o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), que estão na ordem do dia por razões óbvias. Em tempo: nem é preciso esperar por 2020 para se verificar o clima saárico na área de ciência e tecnologia. Até o momento, o Ministério da Economia não cumpriu o compromisso de transferir R$ 330 milhões para o CNPq. Se nada pingar, a partir de outubro o pagamento de bolsas de estudo será suspenso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.