fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

China Communications Construction Company

30.11.21

Chineses são candidatos à vaga da Andrade Gutierrez na CCR

A Andrade Gutierrez está buscando no mercado chinês um comprador para a sua participação de 14,8% na CCR. Segundo o RR apurou, há conversações com a CCCC (China Communications Construction Company), um dos maiores grupos de construção pesada do país asiático e controlador, no Brasil, da Concremat. A fatia acionária da Andrade Gutierrez está avaliada em aproximadamente R$ 5 bilhões.

Trata-se de um montante fundamental para a empreiteira de Sergio Andrade afrouxar o garrote financeiro que lhe sufoca – um passivo da ordem de R$ 5,5 bilhões. Procurados, Andrade Gutierrez, CCCC e CCR não se pronunciaram. A operação é complexa, cheia de curvas. Um dos principais entraves para a venda da participação da Andrade Gutierrez está dentro da própria CCR: os outros dois sócios relevantes da empresa – Grupo Mover, leia-se Camargo Corrêa, e Soares Penido. Ambos têm resistido à inclusão de um novo investidor no acordo de acionistas.

Esta foi uma das razões para a fracassada tentativa da Andrade Gutierrez de vender sua parte para a IG4. A gestora de recursos tinha planos, inclusive, de transformar a CCR em uma public company, com capital pulverizado – projeto que não contou com a simpatia da Mover e da Soares Penido.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.06.21

Ponte dos suspiros

A ponte Salvador-Itaparica, um dos maiores projetos de infraetrutura do Nordeste, balança antes mesmo de ser construída. O RR apurou que o consórcio de empresas chinesas responsável pela obra – à frente a China Communications Construction Company  (CCCC) – deverá solicitar ao governo baiano a revisão dos termos do contrato. O argumento é que o custo do projeto, da ordem de R$ 7,7 bilhões, está defasado devido à forte alta dos preços de insumos, como aço e cimento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.06.21

Chineses entram na disputa pelo cimento da LafargeHolcim

O RR apurou que a China Communications Construction Company (CCCC) mantém conversações para a compra dos ativos da LafargeHolcim no Brasil. As tratativas envolveriam um acordo porteira-fechada, com a aquisição de todas as 10 fábricas de cimento da empresa franco-suíça no país. Ao adquirir a subsidiária da LafargeHolcim, a CCCC passaria a controlar uma respeitável cadeia de suprimento de matéria-prima para a construção pesada: os chineses já são donos da Concremat, maior fabricante de concreto do país. A entrada em cena da CCCC – um conglomerado com faturamento global da ordem de US$ 80 bilhões/ano – promete esquentar consideravelmente a disputa pelos ativos da LafargeHolcim no Brasil. A operação está avaliada em aproximadamente US$ 1 bilhão. Entre os interessados estão a CSN e o Grupo Votorantim – conforme o RR antecipou na edição de 14 de maio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.05.21

Chineses de todos os santos

O RR teve a informação de que a China Communications Construction Company (CCCC) pretende entrar na disputa pelo terminal de contêineres STS10, em Santos, com leilão previsto para março de 2022. A CCCC já está construindo um porto privado em São Luís (MA), ao custo de R$ 1,7 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A China Communications Construction Company tem planos de investir na construção do novo terminal de contêineres do Porto de Suape, em Pernambuco. Os chineses já estão desembolsando cerca de US$ 1 bilhão na instalação de umnterminal no Porto de São Luís, no Maranhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.03.20

CCCC atraca em Suape

Mesmo com as incertezas em relação ao impacto do coronavírus na economia global, a China Communications Construction Company (CCCC) sinalizou ao Ministério da Infraestrutura o interesse em participar do projeto de construção do novo terminal de contêineres do Porto de Suape (PE). O projeto de R$ 1 bilhão integra o PPI (Programa de Parcerias de Investimento).

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A China Communications Construction Company (CCCC) atracou no Ministério da Infraestrutura. É candidata declarada à construção do segundo terminal de contêineres de Suape (PE), projeto da ordem de R$ 2 bilhões incluído no PPI.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O RR apurou que mais um grupo chinês e outro espanhol entraram na disputa pela construção da Ponte Salvador-Itaparica. Também estão no páreo China Communications Construction Company e China Railway. O projeto é tratado como a “Rio Niterói do Nordeste”. São 12,5 km de extensão e um orçamento de R$ 6 bilhões. O consórcio vencedor da PPP deverá ser anunciado em novembro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.