fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
16.06.20

Na marca da Penalty

Segundo informações auscultadas da própria Centauro, a empresa está interessada em comprar a fabricante de material esportivo Penalty no regime porteira fechada. A aquisição englobaria fábrica, terrenos, e representações comercias na Ásia, Europa, África e América do Sul. Procurada, a Penalty garante que não há qualquer negociação para a venda de suas operações. A Centauro não quis se pronunciar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.05.20

O mar está para o varejo

Além da ViaVarejo e da Centauro, o Carrefour Brasil também estuda uma nova emissão de ações em Bolsa. Mesmo com pandemia e tudo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.02.20

De volta ao game

A Centauro, que comprou a operação da Nike no Brasil por R$ 900 milhões, pretende dar novo gás à presença da marca no futebol brasileiro. Quer fechar ao menos com dois grandes clubes neste ano. Hoje, além da seleção brasileira – contrato que já deu até CPI –, a
Nike veste apenas o Corinthians entre os top 10 do país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.07.19

Centauro avança sobre a Dafiti

A Centauro, que perdeu para o Magazine Luiza a disputa pelo Netshoes, levantou, sacudiu a poeira e já escolheu um novo alvo no e commerce: a Dafiti. A rede varejista conta com a munição de alto calibre da GP, sua acionista, para a investida. Com faturamento anual pipocando na casa dos R$ 2 bilhões, o hub de marcas de vestuário Dafiti é controlado pelo Global Fashion Group.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.05.19

Fator GP

GP entrou pesado no “leilão” de compra da Netshoes. Acionista da Centauro, uma das candidatas ao negócio, a gestora tenta convencer Marcio Kumruian a roer a corda e recusar a oferta apresentada pelo Magazine Luiza. Fundador da Netshoes, Kumruian tem 12% do capital e pode ser o fiel da balança na operação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.04.19

Temporada de IPOs

Após o IPO da Centauro, que será concluído hoje, a GP Investimentos vai se dedicar à abertura de capital de outra empresa da qual é acionista: a rede de salões Beleza Natural.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.10.18

GP Investimentos costura fusão entre Netshoes e Centauro

A GP Investimentos está em negociações para a compra da Netshoes. Segundo o RR apurou, as gestões são conduzidas em Nova York, diretamente com os fundos controladores da empresa de comércio online, o norte-americano Tiger Global, GIC e Temasek – os dois últimos, ligados ao governo de Cingapura. A GP mexe as peças no tabuleiro, preparando o que seria o seu xeque-mate: a fusão da Netshoes com a Centauro, da qual a gestora de recursos é acionista, com 36,5%. Em jogo, a criação de uma plataforma integrada de varejo esportivo, juntando e-commerce e mais de 180 lojas físicas, com faturamento somado da ordem de R$ 4 bilhões por ano. Procuradas pelo RR, GP, Netshoes e Centauro não quiseram se pronunciar. A Netshoes é hoje uma presa frágil para predadores como a GP. Em delicada situação financeira, a empresa perdeu mais de 80% do seu valor de mercado nos últimos 12 meses. Ao mesmo tempo, tornou-se um octagon societário. Tiger, GIC e Temasek aceitam permanecer no negócio como minoritários, mas querem afastar do capital e da gestão o acionista fundador, Marcio Kunruian – ver RR edição de 14 de agosto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.07.18

Centauro entre dois senhores

O cadarço societário da Centauro corre o risco de acabar esgarçando. Segundo o RR apurou, a GP estaria defendendo a retomada do IPO da rede varejista de artigos esportivos ainda neste ano – como forma de reduzir ou até mesmo vender integralmente sua participação. No entanto, o acionista controlador, Sebastião Bomfim Filho, resiste. Procurada, a Centauro afirma que não há divergências entre seus sócios. A GP não se pronunciou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.04.18

O forfait da Centauro

O IPO da Centauro está por um fio. Nem a grife GP Investimentos, acionista da rede varejista, tem sido capaz de alavancar a demanda pelo papel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.11.17

GP Investimentos vai ou fica?

A grande expectativa em relação ao anunciado IPO da Centauro diz respeito à GP Investimentos, segundo maior acionista da empresa, com 35%. Circulam na rede varejista informações sobre a saída da gestora de recursos do negócio, que se daria após a oferta de ações. Atritos com o acionista controlador, o empresário Sebastião Bonfim Filho, seriam determinantes para a decisão. A relação se acicatou no ano passado, quando a GP fez pressão pela saída de Bomfim da gestão executiva e conseguiu emplacar o executivo Pedro Zemel no cargo de CEO.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.