fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
15.06.22

Quem te viu, quem te vê

A Cencosud avalia a compra dos 14 hipermercados que o Carrefour terá de vender por conta da aquisição do Big. Recentemente, o grupo chileno pagou R$ 500 milhões pela rede atacadista Giga. E dizer que, há alguns meses, a Cencosud flertava com a saída do Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.06.22

Primeiro da fila

O Grupo Mateus, do Maranhão, já está com o dedo no gatilho: é candidatíssimo à compra das lojas de atacarejo que o Carrefour terá de vender no Nordeste devido à aquisição do Grupo Big.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.02.22

Abilio Diniz é a porta de entrada da Auchan no Carrefour

O RR apurou que Abílio Diniz está disposto a negociar suas ações no Carrefour para a Auchan, outra das grandes redes varejistas da França. Diniz tem aproximadamente 8% do capital do grupo francês. A valor de mercado, sem contabilizar qualquer prêmio de controle, sua participação equivale a algo em torno de um bilhão de euros.

O empresário, ressalte-se, é peça chave na possível venda do Carrefour à Auchan, negociação que se arrasta desde setembro do ano passado. Trata-se do segundo maior acionista da companhia, atrás apenas da família Moulin. Procurada pelo RR, a Península Participações, holding da família Diniz, não se pronunciou.

As tratativas, ressalte-se, contemplam a possibilidade tanto de Abilio Diniz quanto da família Moulin receberem parte do seu pagamento em ações da própria Auchan. De toda a forma, aos poucos, Diniz está se tornando um dos empresários mais líquidos do Brasil, uma espécie de Aloisio Faria, que passou a ter parte da sua fortuna em dinheiro vivo após a venda do Banco Real. Entre outros negócios, o ex-controlador do Pão de Açúcar embolsou cerca de R$ 900 milhões com a venda da sua participação na BRF. Há cerca de três anos, amealhou também outros R$ 800 milhões ao se desfazer do equivalente a 2,5% do Carrefour Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.02.22

Carrinho de compras

O CSHG Renda Urbana, leia-se a Credit Suisse Hedging Griffo, tem interesse na compra de lojas dos supermercados BIG que terão de ser vendidas pelo Carrefour por imposição do Cade. Entre outros ativos, o fundo é dono de 66 lojas das Pernambucanas, compradas em 2020 por R$ 455 milhões

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.01.22

Disputa no Nordeste

Há um duelo à vista no varejo nordestino. Carrefour e Grupo Mateus estão de olho na Atakarejo, uma das maiores redes da Bahia, com faturamento anual na casa de R$ 3 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O RR apurou que o Carrefour tem planos de lançar uma nova bandeira, voltada à venda de alimentos naturais, frescos e perecíveis. Parafraseando Chacrinha, também no varejo, nada se cria, tudo se copia. A rede concorreria com o Hortifruti e com a Pão de Açúcar Fresh, do Casino. Procurado, o Carrefour não quis se pronunciar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.10.21

Oferta do Atacadão

O Carrefour planeja uma nova oferta de ações do Atacadão. A rede de atacarejo é uma das joias do grupo francês no Brasil. Recentemente, o Carrefour anunciou a projeção de R$ 100 bilhões em receita para o Atacadão em 2024.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.09.21

Efeito colateral da vaca louca

Grandes redes de supermercados, a exemplo do Carrefour e do Pão de Açúcar, estão surfando na suspensão temporária das exportações de carne bovina para a China. Nas últimas duas semanas, têm se aproveitado da alta circunstancial dos estoques para pressionar os frigoríficos e comprar grandes volumes a preços mais baixos. Segundo o RR apurou, em alguns casos, a redução chega a 20%. Enquanto os chineses “ajudarem”, a faca dos supermercados vai seguir afiada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.08.21

Na mira do Carrefour

A Mart Minas, rede de atacarejo de Minas Gerais, com mais de 50 lojas e faturamento próximo dos R$ 5 bilhões por ano, está despertando a cobiça do Carrefour/Atacadão. Consultados, Carrefour e Mart Minas não se pronunciaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.08.21

Carrefour mais ESG do que nunca

O novo presidente do Carrefour no país, Stéphane Maquaire, chega com a missão de colocar a operação brasileira de vez na rota do padrão ESG. Além do já anunciado rastreamento do gado desde o nascimento, a rede varejista vai impor regras mais rígidas a sua cadeia de fornecedores. Muitos ficarão pelo caminho. Outra prioridade da empresa será estimular a presença de negros em cargos de liderança. O Carrefour precisa mesmo dar respostas nessa área. No fim do ano passado, a companhia foi excluída do índice ESG da B3, após um cliente negro ser assassinado por seguranças em uma loja de Porto Alegre.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.