fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
03.02.20

“Carnawitzel”

A determinação já chegou ao staff de comunicação do governador: Wilson Witzel quer transformar sua ida a Sapucaí, no desfile das escolas de samba, em uma apoteose de imagens nas redes sociais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.01.20

O “shutdown” do Rei Momo

As escolas de samba do Rio de Janeiro estão procurando patrocinadores e parceiros na tentativa de adiantar recursos. Sem dinheiro da Prefeitura e do governo do Estado, os barracões estão à beira de um “shutdown”, com a suspensão dos pagamentos de funcionários e fornecedores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.09.19

Choro da cuíca

As escolas de samba do Rio estão organizando um “desfile” até o gabinete de Jair Bolsonaro, na tentativa de arrancar recursos federais para o Carnaval de 2020. Depois que Marcelo Crivella fechou as torneiras, o trabalho nos barracões está em ritmo de quarta-feira de cinzas. Como se Brasília estivesse na maior folia orçamentária…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.11.17

Carnacrise 2018

Olha o Carnaval da crise aí, gente… Em média, as escolas de samba cariocas estão trabalhando para 2018 com um orçamento 30% inferior ao deste ano. E seria mais não fosse a grana da televisão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.08.17

Sob encomenda

Meio de brincadeira, meio a sério, Eduardo Paes tem comentado com aliados a possibilidade de virar enredo na Marques de Sapucaí em 2018. Funcionaria como o lançamento da sua campanha ao governo do Rio. Isso, claro, se a Lava Jato não atravessar o samba do ex-prefeito.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09.02.17

Carna-crise

Samba-canção da crise: há menos de um mês do Carnaval, a arrecadação com a venda de camarotes na Marques de Sapucaí é a menor em mais de uma década.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.