fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.07.21

O inferno astral de Wizard

A fase não anda das mais alvissareiras para Carlos Wizard, às voltas com a CPI. Após demitir dois mil funcionários, a International Meal Company (IMC), um de seus principais negócios, vai passar por uma reestruturação. A principal medida será a venda de marcas do portfólio de restaurantes. Procurada, a IMC informou que “não comenta especulações de mercado, mas, como parte natural da execução do seu plano estratégico, avalia constantemente as oportunidades que possam gerar valor a seus acionistas.” Para bom entendedor…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.06.21

Um nome cobiçado pelos “cartolas”

O empresário Flavio Augusto da Silva, que vendeu o Orlando City por US$ 400 milhões, teria sido consultado por dirigentes das Séries A e B sobre seu interesse em aportar recursos em clubes brasileiros. Uma fonte próxima a Flavio Augusto diz que a chance seria perto de zero. Em tempo: o empresário é sócio de Carlos Wizard na rede de escolas de idioma Wise Up. Mas, ao contrário do partner, é avesso a controvérsias. Nunca disse, por exemplo, que sua missão era “forrar o Brasil de cloroquina”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.06.21

SOS Wizard

O senador governista Eduardo Girão tornou-se o “advogado” de Carlos Wizard na CPI da Covid. Tenta junto ao presidente da Comissão, Omar Aziz, evitar a condução coercitiva do empresário, que seria um constrangimento para ele, mas, também para o Palácio do Planalto. Aliado de Jair Bolsonaro, até o momento Wizard não respondeu à convocação da CPI.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.06.21

Pelo mundo

A informação que circula na Sforza Holding, grupo de Carlos Wizard, é que o empresário não tem data para voltar dos Estados Unidos. Ressalte-se que Wizard está convocado a depor na CPI da Covid. E aí?

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.05.21

O grupo ainda existe?

Luciano Hang e Carlos Wizard tentam atrair Alberto Saraiva, dono da rede de fast food Habib´s e igualmente entusiasta do governo Bolsonaro, para integrar o grupo de empresários dispostos a comprar vacina contra a Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.04.21

Mercadores da cura

Além das tratativas com a China, Carlos Wizard e Luciano Hang estariam abrindo uma frente de negociação para a compra de vacinas na Índia. Provavelmente não vai dar em nada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.04.21

Preto feito

Afetada pelas medidas de isolamento em várias cidades do país, a IMC deverá partir para uma nova leva de demissões em seus restaurantes das redes Frango Assado, Pizza Hut e KFC. Desde o início de 2020, a holding de Carlos Wizard já demitiu cerca de 40% dos seus trabalhadores. Talvez seja mesmo o caso de o governo autorizar Wizard a comprar vacinas e imunizar seus funcionários antes de uma nova epidemia de demissões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

13.01.21

Prato no balcão

O RR apurou que a norte-americana Bloomin Brands retomou o processo de venda do Outback Brasil, suspenso em maio do ano passado por conta da pandemia. Potenciais candidatos, como a holding IMC, do empresário Carlos Wizard, já teriam sido procurados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.12.20

Apetite redobrado

O empresário Carlos Wizard tem interesse em comprar a participação do Itaú Unibanco na International Meal Company (IMC), dona dos restaurantes Viena e Frango Assado. Nos últimos meses, o banco já reduziu sua fatia no capital de 19% para 8%. Com a aquisição, Wizard, por sua vez, passaria a ser o maior acionista do grupo, saindo de 9% para cerca de 17%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.12.20

As fintechs de Wizard

O RR tem a informação de que o empresário Carlos Wizard negocia a compra de participações relevantes em três fintechs. De acordo com a mesma fonte, ao menos um dos acordos deve ser selado ainda neste ano. Wizard já é sócio da fintech Social Bank.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.