fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
24.09.20

Um amortecedor fiscal

O governo de Goiás está elaborando um programa de benefícios fiscais para a indústria automobilística. Além do objetivo de atrair novos investimentos, a medida pode ser interpretada como uma espécie de “air bag” tributário para as montadoras já instaladas no estado – Caoa Hyundai, Chery, Suzuki e Mitsubishi. O governador Ronaldo Caiado teme a saída de empresas do setor caso o Congresso não vote a Medida Provisória que estende o Regime Automotivo do Centro-Oeste até 2025. Em uma complexa articulação política, que contou com a participação do próprio Caiado, as montadoras conseguiram incluir no texto da MP a extensão de incentivos fiscais federais para a indústria automobilística da região. Ocorre que, se a Medida Provisória não for votada, os benefícios se encerrarão em dezembro. Nem é preciso dizer que esse é o cenário que mais agrada ao ministro Paulo Guedes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.