Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Bruno Covas

24.01.19
ED. 6040

O Minhocão balança. Vai cair?

Decidido a sair da sombra do antecessor, João Doria, e alavancar seu nome para 2020, o prefeito Bruno Covas prepara uma série de intervenções urbanas em São Paulo. O pacote de obras, segundo o RR apurou, será anunciado após o Carnaval. Um dos projetos mais radicais em estudo é a demolição do Minhocão, inaugurado em 1971 na primeira gestão de Paulo Maluf. A inspiração vem da gestão de Eduardo Paes, que botou abaixo a Perimetral, uma serpente de concreto de mais 5,5 km de extensão, dois a mais do que o viaduto paulistano. Consultada, a Prefeitura informou que “a Lei nº 16.883, sancionada em 7 de fevereiro de 2018, determina a elaboração de um Projeto de Intervenção Urbana (PIU) que tenha como elemento o Parque Municipal do Minhocão, com objetivo de estabelecer a destinação definitiva do Elevado na Cidade de São Paulo.” Para bom entendedor…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.01.19
ED. 6024

O “bota-abaixo” de Bruno Covas

Disposto a se desvincular da imagem do antecessor, João Doria, e alavancar seu nome para a eleição de 2020, o prefeito Bruno Covas prepara uma série de intervenções urbanas em São Paulo. O pacote de obras será anunciado logo após o Carnaval. Um dos projetos mais radicais em estudo na Prefeitura é a demolição do Minhocão, inaugurado em 1971 na primeira gestão de Paulo Maluf. A inspiração de Covas vem da gestão de Eduardo Paes, que botou abaixo a Perimetral, uma serpente de concreto de mais 5,5 km de extensão, dois a mais do que o viaduto paulistano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.12.18
ED. 6022

Em campanha

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, já entra em 2019 preparando o terreno para a campanha à reeleição do ano que vem. Convidou o cientista político Antonio Lavareda, que comandou a fracassada campanha presidencial de Geraldo Alckmin, para assumir a sua comunicação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.