fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
23.06.20

O anti-marketing do Santander

Há um desencontro de intenções entre o prefeito Bruno Covas e o Santander. Covas pretende tornar ainda mais rigorosa a regulamentação contra a poluição visual em São Paulo. O Santander, por sua vez, planeja soltar uma enxurrada de cartazes em bancas de jornal pela cidade. É a contrapartida do projeto “A gente banca”, lançado pela instituição financeira em meio à pandemia para financiar jornaleiros de todo o país. Covas já manifestou seu incômodo com propagandas espalhadas por vias públicas. O projeto “A gente banca” parece precisar de sal grosso. A pedido da Associação Nacional de Jornais, o Conar tirou do ar a campanha publicitária do Santander. Os filmetes incentivavam as bancas a mudarem seu modelo de negócio, apresentando jornais e revistas como algo ultrapassado. Consultado, o Santander confirma que a campanha foi encerrada “tão logo o banco foi notificado pelo Conar”. Em relação à ordem pública, a instituição assegura que o projeto está focado “nas cidades onde a legislação local permite a sua aplicação”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.06.20

Retardatário

Bruno Covas jogou a toalha. A Prefeitura de São Paulo deverá engavetar o plano de concessão do autódromo de Interlagos. A pandemia e as exigências impostas pelo Tribunal de Contas do Município lançaram a licitação contra o guard rail.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.06.20

Pandemia sobre rodas

Uma das principais preocupações do prefeito Bruno Covas com o relaxamento da quarentena em São Paulo está relacionada ao transporte público. A Prefeitura prepara uma operação de guerra para tirar de circulação ônibus e vans piratas. O que, em condições normais, já é um sério problema agora vira uma bomba relógio em potencial. Mais de 20% da população usam transporte clandestino, no qual não há nem de longe preocupação com o uso de máscaras e regras de distanciamento entre passageiros. É uma convite a uma segunda onda da Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O cabo de guerra político em torno da Covid-19 se reflete no futebol. João Doria e Bruno Covas articulam nos bastidores contra a retomada do campeonato paulista. Na mão inversa estão Romeu Zema e Marcelo Crivella, que atuam para o reinício dos campeonatos mineiro e carioca.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.05.20

Mais lenha no caldeirão federativo

Prefeitos de capitais – notadamente Bruno Covas, de São Paulo, e Alexandre Kalil, de Belo Horizonte – têm subido o tom nas cobrança ao governo federal. A maioria dos grandes municípios do país alega que não está recebendo a ajuda de R$ 1,6 mil por leito de CTI prometida pelo Ministério da Saúde. As prefeituras vêm cobrindo os custos quase que integralmente com orçamento próprio e parcerias com grupos privados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.03.20

Pré-candidato

João Doria enxerga em David Uip um nome forte para concorrer à Prefeitura de São Paulo caso Bruno Covas não possa disputar a reeleição. Antes, porém, Uip, ex-secretário de Saúde e chefe do centro de contingência do coronavírus-SP, terá, ele próprio, de se recuperar da Covid-19.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.08.19

Bye, bye, Crivella

João Doria e Bruno Covas já dão como favas contadas a renovação do contrato para a realização da F-1 em São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

26.06.19

Witzel e Crivella no acostamento

Um grupo de investidores que administra o autódromo de Cingapura demonstrou interesse na privatização de Interlagos. Seria o combustível de que João Doria e Bruno Covas precisam para manter a F-1 em São Paulo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.05.19

Motor de arranque

João Doria e Bruno Covas já iniciaram tratativas com a Liberty Media, dona da Fórmula 1, para renovar o contrato com a categoria, que vence em 2020. O novo acordo teria validade de cinco anos. A dupla nem sequer cogita a hipótese de perder o Grande Prêmio para o Rio de Janeiro, onde será construído um novo autódromo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.05.19

Traições por minuto

Nem os “aliados” resistem a João Dória. O prefeito Bruno Covas já considera a hipótese de ter de deixar o PSDB para concorrer à reeleição, no ano que vem. Dória diz que é Covas, o que, traduzido para o português, significa que ele está com Joice Hasselmann.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.