Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Relacionados

26.09.18
ED. 5961

BAT tem plano para recuperar ex-fumantes no Brasil

O mês de abril de 2019 começará com uma novidade no topo da cadeia tabagista mundial. O brasileiro Nicandro Duarte, conforme as melhores práticas corporativas de alternância da gestão, deixa o cargo de CEO da British American Tobacco (BAT), controladora da Souza Cruz. No seu mandato constam vários sucessos, destacando-se a aquisição completa da Reynolds American. Duarte utilizou com grande sucesso o período de juros baixos ao redor do mundo para fechar o capital de várias subsidiárias da BAT.

No Brasil, a Souza Cruz deixou a Bolsa em 2015, quando o câmbio estava bastante favorável à operação. Uma jogada que parecia espetacular acabou se tornando uma dor de cabeça em razão do crescimento do mercado informal de cigarros. Com as dificuldades da economia brasileira e a queda no número de consumidores devido ao aumento exagerado da tributação, a Souza Cruz foi reduzindo a sua contribuição para os resultados globais da BAT. Para os ingleses da BAT, como está não pode ficar.

A expectativa na empresa, segundo uma fonte do RR, é que Duarte, um profundo conhecedor do mercado brasileiro, deixará para o seu sucessor um verdadeiro presente. Ou seja, um projeto que será a principal razão, nunca dita, para o fechamento de capital da Souza Cruz: e-cigarrettes. Anunciaria a boa nova antes de abril. Será algo bem diferente das saídas convencionais aventadas para a situação inglória da empresa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.05.17
ED. 5630

BAT in Brazil

O board da BAT se reúne nesta semana no Brasil. A Souza Cruz representa aproximadamente 13% do faturamento do grupo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.