fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Banco Renner

Relacionados

28.10.19

Banco do bispo

Edir Macedo, dono de 49% do Banco Renner, se movimenta para ficar com o controle da instituição. Assumir o mando do banco significaria levar de arrasto o Digi+, o braço digital do Renner.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

08.10.19

Gol contra

A parceria entre o Digi+, leia-se o Banco Renner, e o Cruzeiro não vai muito bem das pernas. O péssimo momento do time mineiro não ajuda. A conversão de torcedores em correntistas do banco digital, o principal pilar do contrato de patrocínio, está bem abaixo da expectativa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.08.19

Clientela fiel

O Digi+, braço digital do Banco Renner, prepara-se para entrar no negócio de pagamentos eletrônicos. A fintech conta com duas torcidas para alavancar a operação. Uma é a do Cruzeiro, clube que patrocina; a outra, talvez ainda mais fervorosa, é formada pelos fiéis da Igreja Universal, de Edir Macedo, dono de 49% do Renner.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.06.19

“Dízimo card”

O Banco Renner, que tem o bispo Edir Macedo como importante acionista (49%), vai entrar na “guerra das maquininhas”. Prepara-se para criar sua própria empresa de adquirência e disputar mercado com Cielo, Rede, Stone, PagSeguro e outras menos cotadas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.03.19

Criptodízimo

O Banco Renner, que tem como acionista o Bispo Edir Macedo, prepara-se para entrar no mercado de criptomoedas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.02.19

Bispo Macedo na nuvem

Edir Macedo descobriu o céu das fintechs. Após montar seu próprio braço digital (Digi+), o Banco Renner, do qual o Bispo detém 49%, está vasculhando o mercado em busca de plataformas especializadas em crédito e pagamentos eletrônicos. Além disso, está prestes a anunciar um contrato de patrocínio ao Cruzeiro atrelado à potencial conversão de sócios do clube mineiro em clientes do Digi+. Estima-se que o acordo envolva uma cifra anual da ordem de R$ 10 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.