fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
18.02.20

Eflúvios do PanAmericano

O já “esquecido” escândalo do antigo Banco PanAmericano terá um revival hoje no STJ. A Corte vai julgar os embargos de divergência impetrados por um grupo de ex-dirigentes do ex-banco de Silvio Santos. Entre eles figuram o então presidente do Conselho de Administração, Luiz Roberto Sandoval, o presidente executivo, Rafael Palladino, e o diretor financeiro, Wilson Roberto de Aro. Todos recorrem da condenação que sofreram, em 2016, no Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, o Conselhinho. As punições mais pesadas foram impostas a Palladino e Aro. Além da multa financeira, ambos estão impossibilitados de assumir cargos em instituições fiscalizadas pelo BC até 2036.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A autuação de R$ 2 bilhões aplicada pelo Carf contra a Silvio Santos Participações – referente a impostos não recolhidos na operação de salvação do Banco PanAmericano – equivale à quase o dobro do faturamento do SBT previsto para este ano, em torno de R$ 1,2 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Em sua pré-delação, Antônio Palocci está desfiando passo a passo a venda do PanAmericano para o BTG, com destaque especial para as relações entre André Esteves e Guido Mantega.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A investigação do patrimônio pessoal dos ex-executivos do PanAmericano promete ser um capítulo à parte na Operação Conclave. Houve uma época em que os diretores do banco desandaram a comprar imóveis luxuosos nos Estados Unidos. Foi nesse momento que o patrão Silvio Santos, dono de uma casa de classe média em Orlando, começou a enxergar o que até então se negava a ver.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.