fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
09.05.22

Adubo para o Centrão

Valdemar da Costa Neto, que manda e desmanda no Banco do Nordeste, é apontado dentro da própria instituição como o principal artífice da criação da nova superintendência de agronegócios. É quase um “Ministério de bolso” no que diz respeito ao orçamento: a nova área terá cerca de R$ 9 bilhões em crédito para distribuir em 2022.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

24.03.22

Tá tudo dominado

Valdemar da Costa Neto ganhou mais uma. Conseguiu brecar os estudos que vinham sendo feitos no governo para a possível transferência do Crediamigo para a Caixa ou o BB. O programa de microcrédito e os recursos – R$ 7,5 bilhões – seguirão integralmente no Banco do Nordeste. Onde Valdemar manda e desmanda.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Segundo o RR apurou, o Banco do Nordeste vai anunciar nos próximos dias uma redução nas taxas de juros para empréstimos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Além de crédito de longo prazo, o FNE também fornece recursos de capital de giro ou custeio. Em ano eleitoral, não deixa de ser um afago à região onde o presidente Jair Bolsonaro carrega seus maiores índices de rejeição.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O RR teve a informação de que, nos últimos dez dias, o deputado Marcos Pereira, presidente do Republicanos, tentou por duas vezes agendar um encontro com Jair Bolsonaro. Levou bomba em ambas. Por essas e outras, o partido tem ameaçado deixar a base do governo.

A relação entre o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o secretário executivo da Pasta, Rodrigo Otávio da Cruz, anda adoentada.

O secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antonio Nabhan, vem propalando aos quatros cantos que já foi sondado por Jair Bolsonaro para assumir a Pasta após a saída de Tereza Cristina.

Após defenestrar Romildo Rolim do comando do Banco do Nordeste, Valdemar da Costa Neto trabalha agora para derrubar também o CEO interino da instituição, José Gomes da Costa. Valdemar não vai sossegar enquanto não colocar alguém seu na cadeira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O poder de Valdemar da Costa Neto no Banco do Nordeste (BNB) não se limita à indicação de José Gomes da Costa para a presidência da instituição. O presidente do PL estaria assessorando o executivo na formatação do novo programa de microcrédito que a instituição vai lançar até março.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.01.22

A volta dos que não foram

Demitido do comando do Banco do Nordeste, Romildo Rolim deverá ganhar novo ninho no governo Bolsonaro, ou na Sudene ou na Codevasf. Quem mais trabalha pelo seu nome junto ao Palácio do Planalto é o deputado Wellington Roberto (PL-PB). Curiosamente do mesmo partido de Valdemar da Costa Neto, o verdugo de Rolim no Banco do Nordeste.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A produção de energia renovável no Nordeste vai ganhar um impulso. A partir de 2022, o Fundo de Financiamento do Nordeste, sob gestão do Banco do Nordeste, passará a contemplar projetos de biomassa de cana-de-açúcar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.12.21

Dinheiro para o algodão

Pode ter sido só para encerrar a choradeira. Mas Jair Bolsonaro comprometeu-se com parlamentares baianos a liberar recursos, via Banco do Brasil ou Banco do Nordeste, a produtores de algodão do estado. As fortes chuvas no centro-sul da Bahia das últimas semanas impuseram perdas consideráveis aos produtores locais. As inundações coincidiram com a fase de plantio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O Ministério da Economia estuda transferir a gestão do Crediamigo, sob responsabilidade do Banco do Nordeste (BNB), para a Caixa ou o Banco do Brasil. A medida permitiria a expansão do programa de microcrédito para todo o país. Funcionaria também como uma resposta mais dura às suspeições que cercam a administração da carteira de R$ 7,5 bilhões. As denúncias, levantadas pelo presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, custaram a demissão do então presidente do BNB, Romildo Rolim. Desde então, ressalte-se, o assunto virou uma novela dentro do próprio banco. A instituição abriu nova concorrência para a cogestão do Crediamigo, em substituição ao Instituto Nordeste Cidadania, alvo de denúncias de Costa Neto. Ocorre que as três empresas que se candidataram à licitação já foram inabilitadas. Procurado, o Ministério da Economia não quis se manifestar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.12.21

Artilharia pesada

Após fuzilar Romildo Rolim, então presidente do Banco do Nordeste, agora Valdemar da Costa Neto está centrando sua artilharia no diretor financeiro da instituição, Hailton José Fortes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.