Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
30.09.19

Poder de Fogo Futebol Clube

Os grandes clubes de futebol do Brasil articulam a formalização de uma nova entidade que teria como principal missão negociar, de forma centralizada, a venda de direitos de transmissão. Notícia alvissareira, sobretudo, para as novas plataformas, como a inglesa DAZN e a própria Amazon, ávidas por deslocar o mercado das emissoras de TV no país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.07.19

Intentona

Credores da Saraiva concederam a si próprios “mandato” para vender a rede varejista. Um grupo de bancos e editoras procurou a Amazon e fundos de investimento. Só não há conversa com os controladores da companhia. Esses mesmos credores se movimentam para tirar a família Saraiva da gestão, conforme o RR antecipou na edição de 24 de junho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.06.19

Amazon entra no jogo

Por meio de sua plataforma de streaming, a Amazon vai entrar na disputa por direitos de transmissões esportivas no Brasil. Os norte-americanos miram não apenas no futebol. Um dos alvos seria o Novo Basquete Brasil. Entre outros negócios, a Amazon já desembolsou cem milhões de libras por um pacote de jogos da Premier League.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.03.19

Rumo ao Nordeste

A Amazon, que acaba de se instalar em Cajamar (SP), planeja montar um segundo centro de distribuição no Brasil, desta vez no Nordeste. A nova estrutura aumentaria em aproximadamente 50% a capacidade de armazenamento da gigante norte-americana no país. Sinal de que vem algum projeto maior pela frente.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.10.18

O novo teto da Amazon

A Amazon está abrindo o cofre no Brasil. Os norte-americanos planejam construir um mega centro de distribuição próprio para atender a sua nova loja online com operação 100% voltada ao mercado brasileiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.09.18

Pelos ares

Investidores chineses ligados à conterrânea DJI, maior fabricante de drones do mundo, estão trazendo para o Brasil um projeto de delivery de alimentos e pequenas encomendas usando-se os aparelhinhos voadores. A Amazon, ressalte-se, já usa este tipo de serviço nos Estados Unidos, com equipamentos aptos a percorrer até 16 quilômetros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.18

Amazon a mil por hora no Brasil

O império digital de Jeff Bezos avança no Brasil. Além da entrada no segmento de vestuário, a Amazon prepara-se para aterrissar no mercado de viagens, com a venda online de bilhetes aéreos e reservas em hotel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.04.18

Amazon quer fazer um strike com a Saraiva e a Livraria Cultura

A Amazon está rascunhando o que pode vir a ser um best seller das operações de M&A no Brasil. A obra em questão passa pela aquisição conjunta da Saraiva e da Livraria Cultura e a consequente criação de uma rede com mais de 120 lojas e faturamento anual da ordem de R$ 2,5 bilhões. Segundo a fonte do RR, executivo de uma editora nacional credora das duas livrarias, as conversas são conduzidas por um grande banco europeu.

Por sinal, além do papel de adviser, essa instituição encarna outros dois personagens neste enredo: é credora das duas empresas e, desde fevereiro, vem comprando seguidos lotes de ações da Saraiva. A situação de vulnerabilidade das duas redes de livrarias joga a favor da Amazon. A Cultura, é bem verdade, ainda tem conseguido se aprumar graças à capitalização de R$ 150 milhões feita pela francesa Fnac no ano passado. O caso da Saraiva é bem mais complicado.

Com uma dívida superior a R$ 300 milhões, a companhia passa neste momento por uma dura negociação com 31 editoras para o pagamento de atrasados. Na semana passada, cortou à metade o número de diretorias. Não é de hoje que a Amazon ronda a Saraiva. Desta vez, no entanto, há uma série de variáveis que aumentam o interesse não só pela empresa, mas também pela Cultura.

O primeiro deles é aproveitar a “pechincha”. O valor de mercado da Saraiva hoje não passa de R$ 140 milhões – já foi de quase R$ 1,5 bilhão. Ao mesmo tempo, a Amazon considera estratégico montar uma grande estrutura física, diante de recentes movimentos feitos no Brasil. Há cerca de seis meses, iniciou a venda de eletroeletrônicos. No início deste mês, abriu sua plataforma de marketplace no país para livrarias e distribuidores. Há ainda um caráter defensivo na possível aquisição da Saraiva e da Cultura. O Alibaba, outra gigante do e-commerce global, também está se instalando no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.01.18

Amazon

Além da compra de sites convencionais de e-commerce, a Amazon flerta com a ideia de uma operação fora de esquadro no Brasil. Um caminho discutido é a aquisição de plataformas de compra e venda de produtos – algo, assim, como a OLX

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

12.12.17

Buscapé na mira do Amazon

A Amazon finalmente “chegou” ao Brasil. O potentado do e-commerce fechou dezenas de parcerias com fornecedores, ampliou seu portfólio no país em mais de cem mil produtos e saiu à caça de aquisições. Segundo informações filtradas da própria Amazon, o nome no seu radar é o Buscapé, controlado pelo grupo sul-africano Naspers. Há muito que a empresa deixou de ser um site de pesquisas de preços para se tornar uma grande operação de marketplace, com milhares de marcas, bem ao gosto da Amazon. Procuradas pelo RR, Buscapé e Amazon não se pronunciaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.