Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Relacionados

06.09.19

Gás 1

A russa Acron já “quebrou” o monopólio da Petrobras no gás. O grupo, que comprou a unidade de nitrogenados da própria estatal em Três Lagoas (MS), vai entrar pesado na aquisição do insumo diretamente da Bolívia, sem intermediários. O gás é o maior custo estimado do empreendimento, cujas obras ainda serão concluídas pela Acron.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.08.19

A sina de Três Lagoas

A venda da unidade de nitrogenados de Três Lagoas (MS) pela Petrobras para a russa Acron está longe de ser um ponto final nos imbróglios que cercam o empreendimento. Um grupo de aproximadamente 50 fornecedores ainda cobra judicialmente dívidas do antigo consórcio responsável pela construção da fábrica, encabeçado pela Galvão Engenharia e pela chinesa Sinopec. As empreiteiras já teriam reconhecido um passivo da ordem de R$ 140 milhões, mas os fornecedores garantem que o buraco passa de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.08.19

Putin & Morales na terra de Bolsonaro

Uma dobradinha “comunista” poderá se formar sob o teto da Unidade de Fertilizantes de Nitrogenados de Três Lagoas (MS). Prestes a comprar o empreendimento da Petrobras por aproximadamente R$ 8 bilhões, a russa Acron estaria em conversações com a boliviana YFB para a sua entrada no negócio. Em troca do fornecimento de gás para a unidade – cerca de 2,3 milhões de m3 por dia – a estatal do país andino assumiria até 30% do capital da empresa. Sempre há o risco de os anticorpos ideológicos de Jair Bolsonaro reagirem à negociação. Mas o presidente da Bolívia, Evo Morales, e Bolsonaro têm trocado alguns afagos recentes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

31.07.19

Campo fértil

Além dos R$ 8 bilhões que deverá desembolsar pela unidade de nitrogenados da Petrobras em Três Lagoas (MS), a russa Acron planeja investir cerca de R$ 1,5 bilhão para concluir as obras do empreendimento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.11.18

Acron aduba seu Plano B no Brasil

A russa Acron tem interesse em assumir as três fábricas de mistura de fertilizantes que estavam arrendadas à Heringer e serão desativadas em 2019. A operação soaria como uma espécie de prêmio de consolação diante da dificuldade do grupo em comprar a unidade de nitrogenados da Petrobras em Três Lagoas (MS), um negócio estimado em mais de R$ 3 bilhões. As negociações esbarraram na liminar do ministro Ricardo Lewandowski, condicionando a venda de ativos estatais à autorização pelo Congresso Nacional.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.11.18

O semiárido da Petrobras

Segundo o RR apurou, a russa Acron ameaça retirar a oferta de US$ 800 milhões pela fábrica de nitrogenados da Petrobras em Três Lagoas (MS) caso a estatal não destrave a operação até dezembro. O problema atende pelo nome Ricardo Lewandowski: o ministro do STF suspendeu a venda de ativos da Petrobras, condicionando-a à autorização do Congresso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.06.18

Segunda tentativa

A gestora suíça Acron está em busca de ativos imobiliários no Rio de Janeiro, notadamente empreendimentos comerciais. Há cerca de dois anos, a empresa esteve perto de comprar o Hotel Glória, mas desistiu do elefante branco, que acabou nas mãos do Mubadala

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.