fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
12.05.22

Abraham Weintraub na mira do GSI

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) foi acionado para monitorar os passos do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. Pelo sim, pelo não, o Palácio do Planalto trata Weintraub como um assunto sensível. O ex-ministro fez chegar ao próprio Jair Bolsonaro sua insatisfação por ter sido “abandonado” pelo presidente. Weintraub teria, inclusive, enviado recados de que tem muita informação intestina do governo. Procurado, o GSI não se manifestou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.04.22

Os inseparáveis irmãos Weintraub

Arthur Weintraub, ex-assessor especial do presidente Jair Bolsonaro, está com um pé fora da OEA. Já confidenciou a pessoas próximas que deverá se desligar do cargo de Secretário de Segurança Multidimensional, em Washington, até o fim deste mês. É mais um indício de que seu irmão, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, deixará o Banco Mundial para voltar ao Brasil e disputar as eleições. Caberia a Arthur a missão de coordenar a campanha. Ainda falta definir se Abraham vai concorrer ao governo de São Paulo ou a uma vaga na Câmara.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

28.03.22

Entre a urna e a TV

Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação e hoje no Banco Mundial, foi sondado por uma emissora de TV para se tornar comentarista político. Pode vir a ser seu Plano B caso a candidatura ao governo de São Paulo não decole.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, tem trocado palavras com Sergio Moro. Weintraub anda ressentido com Jair Bolsonaro, que preteriu sua candidatura ao governo de São Paulo para apoiar Tarcisio Freitas.

Em tempo: outro ex-ministro da Educação, o olavista Vélez Rodriguez, também tem se aproximado de Moro. E daí? – diria Bolsonaro, dessa vez com toda a razão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.01.22

As contas de Weintraub

As sinuosas tratativas para a filiação do ex-ministro Abraham Weintraub ao PTB têm em esbarrado pequenos detalhes não tão pequenos assim. Um deles seria a nomeação de Weintraub para um cargo diretivo no partido, o que lhe asseguraria alguma remuneração mensal. Se deixar o posto de diretor do Banco Mundial para concorrer ao governo de São Paulo, o ex-ministro abrirá mão de um salário anual da ordem de US$ 240 mil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.12.21

Weintraub na área

Abraham Weintraub, hoje no Banco Mundial, deverá desembarcar no Brasil nos próximos dias para as festas de fim de ano. No cardápio natalino, conversas agendadas com o PL e o PTB para a sua possível filiação.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.21

O reincidente Weintraub

Segundo uma fonte do RR da área diplomática, funcionários do Banco Mundial, em Washington, estariam solicitando à entidade uma punição a Abraham Weintraub. O motivo são recentes postagens em defesa de políticos presos pela Justiça brasileira, como Daniel Silveira e Roberto Jefferson. Não custa lembrar que, em março, executivos do Banco Mundial pediram que o ex- ministro fosse investigado internamente por ataques à vacinação e pela defesa da cloroquina. Procurados, o Banco Mundial e Weintraub não se pronunciaram.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.07.21

Weintraub deixa um rastro de discórdia

Barrado no PTC, Abraham Weintraub foi sondado pelo Patriota para disputar a eleição ao governo de São Paulo. O assunto, no entanto, estaria provocando fissuras dentro da legenda. O presidente do Patriota, Adilson Barroso, seria favorável à chegada de Weintraub, mas enfrenta forte rejeição de outras lideranças do partido, a começar pelo vice-presidente, Ovasco Resende.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.07.21

Um Weintraub só é pouco…

As conversações entre Abraham Weintraub e o Partido Trabalhista Cristão (PTC) envolveriam também a filiação de Arthur Weintraub, irmão do ex-ministro da Educação. Segundo uma fonte ligada à sigla, ambos fariam uma dobradinha da extrema-direita em 2022: Abraham como candidato ao governo de São Paulo e Arthur, na disputa por uma vaga na Câmara Assim como o brother mais famoso, o ex-assessor especial de Jair Bolsonaro também está em Washington, mais precisamente na OEA.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.07.21

Modus operandi

Jair Bolsonaro quer nomear Ricardo Salles para algum cargo no exterior – como fez com Abraham Weintraub e pensou em fazer com Eduardo Pazuello. Talvez a conjugação do verbo fosse mais adequada no pretérito imperfeito, ou seja, “queria”: a apreensão do passaporte do ex-ministro pela Justiça abalroou o plano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.