31.07.19
ED. 6168

As águas de Rodrigo Maia

Rodrigo Maia articula com os líderes partidários para que o novo marco legal do saneamento seja votado no plenário da Câmara até o fim de agosto. Já aprovado no Senado, o projeto é condição sine qua nom para destravar uma torrente de investimentos no setor: estimativas mais anabolizadas apontam para R$ 800 bilhões nas próximas três décadas. No entanto, não custa lembrar que, em maio, o presidente da Câmara também prometeu empenho para aprovar a então Medida Provisória do Saneamento. O tempo passou, a Câmara não votou a proposta e a MP caducou.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.