01.11.13
ED. 4769

Terra fértil

 O Brasil está em alta na Basf. Nos próximos três anos, a subsidiária brasileira deverá receber um quinto de todo o investimento global do grupo em agrociência. Só em 2014 serão mais de US$ 80 milhões destinados a  produção de defensivos agrícolas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.