09.07.15
ED. 5159

O RR já tinha cantado a pedra

O RR já tinha cantado a pedra de que a meta fiscal para 2015 seria revista e o superávit primário de 2016, aumentado. O que nem mesmo Joaquim Levy poderia imaginar era a necessidade de um iminente recuo da meta deste ano para 0,4% do PIB. Frente ao número bem menos ambicioso, é provável que o superávit primário previsto para o ano que vem suba também alguns degraus além dos 2,4% cravados por esta newsletter (edição nº 5.153) – quem sabe 2,8%? De qualquer forma, o trabalhão será com as agências de rating. Que Deus ajude Joaquim Levy e a nação brasileira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.