24.02.16
ED. 5313

Voo baixo

 Com uma dívida de R$ 6 bilhões e um prejuízo mensal da ordem de R$ 300 milhões, a Gol segue perdendo altitude. A companhia estuda encerrar suas operações para Assunção, no Paraguai, e reduzir o número de rotas para Mendoza, na Argentina. Consultada, a Gol nega alterações em sua malha. Cabe lembrar, no entanto, que a empresa anunciou recentemente a suspensão de voos para os Estados Unidos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.