23.03.18
ED. 5832

PT prepara a campanha do “Lula, lá” no Prêmio Nobel

Acredite quem quiser: o PT está discutindo seriamente a ideia de indicar Lula para o Prêmio Nobel da Paz. Nesta semana, um grupo de intelectuais ligados ao partido se reuniu no Rio de Janeiro para tratar da questão. A julgar pelo deslocamento de petistas de São Paulo até o Rio e da notória proximidade de alguns dos personagens com o ex-presidente, é possível deduzir que o próprio Lula tem
conhecimento e, no limite, estimula a articulação. Ou seja: ao que tudo indica, não se trata de uma iniciativa voluntarista e isolada e tampouco de uma ideia solta no ar. O “projeto Nobel” contém, implícita, uma estratégia para lidar com a prisão do ex-presidente. Esta questão não foi aventada na reunião, mas está latente que a campanha pela premiação é um plano para redimi-lo posteriormente, ou seja, uma espécie de “Mandelização” de Lula. É como se houvesse um único objetivo, uma meta glorificante. Entre os petistas presentes no encontro, a posição unânime é de que ele permanecerá no pleito até o fim. O discurso é o mesmo do seu líder: renunciar à
disputa eleitoral é admitir a culpa. Os candidatos a pré-candidatos do PT são tratados como uma espécie morta. Não existem o campo da esquerda e muito menos a disposição de apoiar um nome de fora do partido. Por incrível que pareça, só existe o Prêmio Nobel de Lula.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.