Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
ometto-rr-5640
14.06.17
ED. 5640

Rubens Ometto só colhe ingratidão do governo

Rubens Ometto, dono da Cosan, é um dos raros empresários que apoia publicamente o governo – vide sua presença em jantar de desagravo ao presidente Michel Temer, há cerca de duas semanas em São Paulo. No entanto, seu sentimento é que tem colhido muito pouco para o tanto que semeia. Os mais importantes projetos da Rumo Logística, uma de suas empresas, estão parados nos escaninhos do Poder à espera de respostas que não chegam. Ometto comprometeu-se a investir quase R$ 5 bilhões na expansão e modernização da malha ferroviária da companhia.

Há poucas semanas, também acenou ao governo com o interesse em participar do leilão de concessão da Ferrovia Norte-Sul no trecho que cortará São Paulo, Minas, Goiás e Tocantins – um dos empreendimentos incluídos na PPI. Estes dois movimentos, no entanto, estão condicionados à renovação antecipada, por mais 30 anos, da licença da Malha Paulista, uma das principais operações da Rumo. Ocorre que o pedido hiberna na ANTT há mais de um ano. Nem mesmo as insistentes gestões de Ometto junto aos ministros palacianos, Moreira Franco e Eliseu Padilha, têm ajudado a desatar o nó. Curiosamente, não é apenas na esfera federal que Rubens Ometto vem se deparando com a falta de carinho dos governantes que apoia.

Pulando de Brasília para São Paulo e da área de logística para o setor de energia, o empresário tem motivos de sobra para estar decepcionado com Geraldo Alckmin. Ometto não vê qualquer esforço do governo Alckmin para resolver o impasse entre a Comgás, outra de suas empresas, e a Arsesp. Desde o fim do ano passado, a distribuidora está em um embate com a agência reguladora de serviços públicos de São Paulo por conta da revisão das tarifas do gás.

É mais um enrosco que engessa os planos empresariais de Ometto. Enquanto não houver uma definição para os preços do insumo em São Paulo, a Comgás não vai se arriscar a levar adiante o plano de consolidar outras distribuidoras do setor – um dos alvos seria a participação de 49% da Cemig na Gasmig. Consta, aliás, que Ometto abordou o assunto com o governador Alckmin no próprio jantar oferecido ao presidente Temer. Saiu de lá sem a sobremesa que tanto queria.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

natura
14.06.17
ED. 5640

Corrimão

Há um personagem ainda não revelado na compra da The Body Shop pela Natura. A fabricante de cosméticos teria contado com a escolta financeira da Lazard Asset Management para bancar a oferta de um bilhão de euros pela rede de lojas inglesa. Em tempo: a gestora norte-americana é minoritária da Natura. Consultada sobre o apoio da Lazard, a empresa não comentou o assunto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Barril seco

A OGX tenta empurrar sua participação de 40% no campo de Atlanta para a Queiroz Galvão Exploração e Produção (QGEP), sócia do projeto. Difícil colar. A QGEP está mais preocupada em reduzir sua carteira de ativos do que engordá-la.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Lembranças de Pequim

Vai dar no Beijing Daily: a iminente delação de Rodrigo Rocha Loures deverá colocar foco nas relações sino-brasileiras de Michel Temer, desde a época em que ele presidia a Câmara dos Deputados. No momento em que o governo tenta estreitar os laços entre os dois países, especialmente na área de infraestrutura, não é a melhor das notícias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Forte candidata

A chinesa CNPC surge como forte candidata à compra de ativos de refino da Petrobras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Cenas cariocas

Ontem, por volta de 14h30, o ex-presidente do Flamengo Edmundo dos Santos Silva entrou apressado no n.11 da Rua do Mercado, no Centro do Rio. Olhava seguidamente para os lados, como se estivesse sendo perseguido. No elevador, não escondeu a impaciência até chegar ao sétimo andar, onde se dirigiu ao escritório de advocacia Pimentel, Bastos & Vega. Ao que parece, nem mesmo a conversão à religião evangélica o livrou dos fantasmas do passado. Em 2003, Silva chegou a ser preso acusado de participar de fraudes no INSS e na Receita. Único presidente da história do Flamengo a sofrer um impeachment, foi condenado a devolver R$ 18,7 milhões ao clube.

_________________________________________________________________________

Eram 9h57 quando o Ford prata estacionou, ontem, na esquina das ruas Muniz Barreto e Professor Alfredo Gomes, em Botafogo. Do veículo, saiu o empresário Paulo Marcondes Ferraz, que pontificou no high society do Rio nos idos dos anos 70. Logo apertou o passo para atravessar a pista, contudo sem desfiar os cabelos na tonalidade gris argenté, cuidadosamente fixados para trás. Tinha pressa em chegar ao consulado chinês. O RR seria capaz de apostar suas fichas que foi tratar de mais um de seus mirabolantes projetos em nome da Federação das Câmaras de Comércio Exterior, entidade que preside.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Cemig escancara a porta de saída

A Cemig quer acelerar o bota-fora: aumentou o número de salários oferecidos aos funcionários que aderirem ao PDV aberto neste mês.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Com a palavra, o Palácio do Planalto

Em relação à matéria “Governo Temer lança uma agenda nuclear em meio a crise”, publicada na última segunda-feira, o Palácio do Planalto entrou em contato com o RR para esclarecer que “inexistem discussões no governo sobre eventual revisão de sua adesão ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP)”. Segundo a assessoria da Presidência, recentemente “o país renovou seu compromisso com o Tratado ao participar do I Comitê Preparatório à Conferência de Exame de 2020 do TNP, realizada em Viena”. Ainda de acordo com o Planalto, o governo reafirma também “seu compromisso com o uso somente civil da energia nuclear.” O Relatório Reservado reitera as informações publicadas sobre os debates em andamento nas Forças Armadas, com o conhecimento do Planalto, sobre a mudança de postura do Brasil em relação ao TNP. A fonte do RR não poderia estar mais bem situada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Expresso da propina

A prisão do ex-presidente da Valec, José Francisco das Neves, o Juquinha, vai abrir um novo trilho para a Lava Jato. A força-tarefa está desvendando um esquema de corrupção envolvendo não apenas a construção da Norte-Sul, mas também a Ferrovia de Integração Oeste-Leste e a chamada Ferrogrão, que sequer saiu do papel.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Choque elétrico

A CEB, distribuidora de energia elétrica do Distrito Federal, está vendendo ativos na área de geração. Pretende fechar a negociação de duas de suas usinas até o fim de julho. Consultada, a empresa confirmou a venda de participações para investir na área de distribuição.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Dia de quadrilha

Aviso a pauteiros e, principalmente, sites e programas de humor. No dia 26 de junho, atendendo a requerimento do deputado Izalci Lucas (PSDB/DF), a Câmara dos Deputados vai celebrar o sugestivo “Dia Nacional do Quadrilheiro Junino”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.06.17
ED. 5640

Ponto final

Procuradas pelo RR, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Cosan, Petrobras, Cemig, OGX e QGEP.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.