Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
01.11.17
ED. 5737

Fisco paulista cerca a Dolly e suas tubaínas fiscais

Se depender da Dolly, a candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência não terá o apoio dos produtores de tubaína. A empresa é uma das líderes do setor e está penando com a acusação de sonegação fiscal em São Paulo. A Secretaria de Fazenda do estado confirmou ao RR que não apenas investiga a empresa como já lançou na dívida ativa a cifra de R$ 1,5 bilhão, referente a autos de infração contra a fabricante de refrigerantes.

Segundo o RR apurou, as autoridades paulistas reuniram fortes indícios de que a Dolly abriu empresas para dificultar o rastreamento da produção e a cobrança de tributos. O Leão paulista não se deixa embebedar pela tese da Dolly, que resolveu atacar para se defender. A empresa tem feito uma campanha pública para criminalizar seu ex-contador Rogerio Raucci, a quem acusa de ter desviado cerca de R$ 100 milhões por meio de fraudes tributárias. A tática de guerrilha espalha-se pela imprensa e pelas redes sociais.

Nos últimos dias, a fabricante de tubaínas manteve um link patrocinado no Facebook para alardear uma matéria de quase dois minutos exibida pela Rede TV na semana passada, que põe todo o foco do escândalo em cima de Raucci. A Dolly nega as acusações que pesam contra ela. Procurada pelo RR, afirma que, além de ação penal, “pretende mover uma ação de reparação do dano contra Rogerio Raucci”. A empresa alega que a Fazenda lançou os débitos “de maneira unilateral”. Afirma ainda que “aguarda e espera que o Fisco atualize os débitos, já que o valor correto do ICMS-ST foi pago à vista e o saldo do ICMS próprio foi dividido no Programa Especial de Parcelamento”.

No entanto, a Secretaria de Fazenda garante que “a adesão ao Programa em nada modifica a situação de inadimplência perante ao Fisco no que diz respeito aos débitos oriundos de autos de infração”. Para quem não está ligando a marca à pessoa, a Dolly é controlada por Laerte Codonho, dono de uma biografia pautada por polêmicas. Em 2012, foi condenado a pagar uma indenização à Coca-Cola por uma campanha difamatória contra a multinacional – Codonho a acusava de concorrência desleal e sonegação. No ano passado, foi citado no escândalo dos Panama Papers, por supostamente manter recursos em paraísos fiscais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Terreno fértil

Além da CNPC, a também chinesa Sinopec apresentou uma oferta firme à Petrobras para assumir a unidade de nitrogenados da estatal em Três Lagoas (MS), projeto de R$ 2 bilhões. Não custa lembrar que a empresa integrava, ao lado da Galvão Engenharia, o consórcio responsável pelas obras do complexo, que foi alvo de investigações do Ministério Público. Menos mal que a denúncia foi arquivada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Um acordo para a Mendes Junior

A Mendes Junior abriu tratativas com o Ministério da Transparência/CGU e o MPF para firmar um acordo de leniência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Hora da verdade

Há um grande frisson entre os canais de esporte da TV a cabo. Nos próximos dias será anunciado o vencedor do leilão pelos direitos de transmissão da Champions League no Brasil de 2018 a 2021. Turner/Esporte Interativo, ESPN e Sportv estão no páreo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

O bilhete de saída da BHP

Em meio ao esforço da Vale para tornar-se uma das empresas com a menor relação endividamento líquido/Ebitda – coisa de 0,4% – pode sobrar um dinheirinho para dar saída para a BHP Billiton da Samarco. É o que o grupo anglo australiano mais quer na vida – ver RR edição de 14 de dezembro de 2015. Possivelmente, o preço seria baixinho. Na geopolítica da Vale, essa medida somada a uma eventual associação com a Cemig Geração ou mesmo a compra de parte dos ativos, além da já expressiva participação na economia do estado, elevaria a companhia ao status de imperadora das Minas Gerais. A mineradora teria um cacife político que ela só teve no período dos generais Juracy Magalhães e João Batista Figueiredo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Maçã mordida

É grande a pressão sobre a diretoria da Apple no Brasil por conta do lançamento do iPhone 8 e iPhone X, que começam a ser vendidos no país até o fim deste mês. A empresa vem de dois anos decepcionantes no mercado brasileiro, com queda de 30% na comercialização do smartphones. Um terceiro ano ruim não será perdoado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Pé na estrada

Revigorado após vencer as duas votações na Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer vai retomar sua agenda internacional. Segundo o RR apurou, Temer fará uma viagem à Ásia em janeiro. A agenda, que ainda está sendo montada pelo Palácio do Planalto e pelo Itamaraty, inclui Singapura, Vietnã e Timor Leste. Depois, Temer seguirá direto para a Suíça, onde participará do Fórum Mundial de Davos, na última semana de janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Norte-Sul busca seu caminho até Santos

O secretário geral da Presidência, Moreira Franco, vem mantendo negociações com a Rumo Logística com o propósito de destravar um dos projetos mais importantes do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI): a licitação dos 1,5 mil km da Norte-Sul entre as cidades de Porto Nacional (TO) e Estrela D ́Oeste (SP). As tratativas envolvem o direito de passagem dos trens da Norte-Sul pela Malha Paulista, pertencente à companhia. Segundo o RR apurou, a expectativa do governo é anunciar o acordo com a Rumo ainda neste mês. O acerto é condição sine qua nom para o leilão do novo trecho da Norte-Sul, previsto para fevereiro de 2018. O direito de passagem pela Malha Paulista garantirá o acesso da Norte-Sul ao Porto de Santos, o pilar que sustenta toda a viabilidade econômico financeira do eixo Sul da concessão. Para o governo, o que está em jogo é uma receita estimada em R$ 1,5 bilhão, decorrente da licitação do trecho.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Santo de casa

A Petros vai decidir até o fim de novembro se adere ou não ao processo de arbitragem contra a Petrobras aberto por minoritários da estatal na B3. Por ora, segundo informações filtradas junto à fundação, a balança pende para o “não”. Seria um alívio para a Petrobras. Estima-se que as perdas da fundação tenham chegado aos R$ 7 bilhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Depois do alívio, o garrote

A Prefeitura do Rio vai apertar o cerco aos devedores de IPTU. O estoque de dívidas está na casa dos R$ 9 bilhões. A favor de Marcelo Crivella ressalte-se que o chicote virá após um programa especial de renegociação de débitos que concedeu descontos de até 80%. Quem não aproveitou…

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Vem para o PSDB

O ativista Rogério Chequer, líder do “Vem Pra Rua”, mantém conversas com o PSDB para se filiar ao partido e concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados em 2018.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Pacote sucroalcooleiro

O fundo norte-americano Amerra tem interesse nas quatro usinas sucroalcooleiras da Infinity Bioenergy, que entrou em falência.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

01.11.17
ED. 5737

Ponto final

As seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: Rumo, Petrobras, Sinopec e Mendes Junior.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.