Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
21.09.17
ED. 5709

Delação de ex-presidente vira especialidade da OAS

A deduragem da OAS não deverá se limitar a políticos brasileiros. A empreiteira estaria em tratativas com a Justiça do Peru para fechar um acordo de colaboração premiada. Tal lá, como cá, o alvo-mor é um ex-presidente da República. Segundo informações filtradas da companhia, as negociações envolvem, sobretudo, a confissão de suborno a Ollanta Humala, que governou o país de 2011 a 2016 e hoje está preso, assim como sua mulher, Nadine Heredia.

A exemplo do que fez no Brasil, a OAS teria usado e abusado do pagamento de propinas e de caixa 2 em contribuições a políticos locais. A empreiteira é acusada de ter repassado, de forma irregular, cerca de US$ 3 milhões para a campanha de Humala à presidência do Peru, em 2011. De acordo com as investigações, parte do dinheiro foi
entregue em mãos; parte sob a forma de pagamento de publicidade eleitoral.

Guardadas as devidas propoções, a vida da OAS também virou um inferno no Peru. A Controladoría General de la República, órgão similar à nossa CGU, abriu oito processos penais contra a OAS, além de dois por responsabilidade civil. O possível acordo de delação é uma tentativa da empreiteira de cancelar todas as ações judiciais e, de quebra, reverter o bloqueio de máquinas e contas bancárias no Peru, decretado pela Justiça local em fevereiro deste ano.

A OAS é acusada ainda de ter feito uma contribuição mensal de US$ 9 mil a Rocío Calderon Vinatea, amiga de Nadine Heredia e personagem notória da política peruana, apontada como “laranja” da ex-primeira-dama. Qualquer semelhança não é mera coincidência. Segundo a imprensa peruana, a propina paga pela OAS lhe permitiu ganhar a licitação para a construção do Hospital Lorena de Cusco, um contrato de aproximadamente US$ 180 milhões. A obra sequer foi concluída. A empreiteira não cumpriu os prazos, e autoridades locais rescindiram o contrato, em março de 2015. Segundo a imprensa peruana,a OAS chegou a abrir 12 processos de arbitragem contra o Governo Regional de Cusco cobrando uma indenização pela interrupção do serviço.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Cabine dupla

A chinesa HNA Group deverá fazer uma dobradinha com David Neeleman. Sócia da Azul, os asiáticos querem pousar também no capital da TAP, cujo controle é dividido por Neeleman e pelo governo português. Isso para não falar do interesse da HNA pela concessão do Aeroporto de Viracopos, hub da Azul.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Torcida pela delação

Entre os aliados de João Doria, é grande a expectativa – e a torcida – pela delação de Paulo Preto, ex-diretor do Dersa e responsável por milionárias obras públicas no governo Alckmin.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Será o Eduardo?

Curioso: o antigo endereço eletrônico de Eduardo Cunha na época da Câmara (eduardocunhapresidente.com.br) leva agora para um site de análise do quadro eleitoral de 2018. Michel Temer figura entre os candidatos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Os Jereissati saem às compras

Os dados da consolidação do mercado de shopping centers estão rolando e os Jereissati fazem suas apostas. O Iguatemi estaria em conversações com a Aliansce para a compra da sua participação no West Plaza, em São Paulo. A fatia de 25% estaria avaliada em aproximadamente R$ 600 milhões. O sócio majoritário é a Brookfield. O Iguatemi olha para o mercado e também para dentro de casa. Ao mesmo tempo, quer consolidar sua posição em empreendimentos dos quais já participa. Enquadram-se neste caso os shoppings Praias Belas, em Porto Alegre, e Esplanada, em Sorocaba (SP) – a empresa detém, respectivamente, 55% e 37%. O caminho natural aponta na direção do Instituto de Resseguros do Brasil (IRB), ponto de interseção entre os dois. O IRB é dono de 20% do shopping gaúcho e de 15% do empreendimento de Sorocaba. Consultado pelo RR, o Iguatemi não se pronunciou. Já o IRB negou o interesse em se desfazer das participações. Talvez ainda não tenha recebido uma oferta de fechar o comércio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Carlyle redesenha seu portfólio no Brasil

O Carlyle passa por um momento de rearrumação dos seus negócios no Brasil. Além da decisão já anunciada de vender a rede de ensino Uniasselvi e parte da varejista de brinquedos RiHappy, a gestora norte-americana procura também um comprador para a Urbplan, empresa de desenvolvimento imobiliário e urbano. Trata-se de um momento de inapetência pelo Brasil? Muito pelo contrário. O país receberá a maior parte dos recursos do novo fundo que o Carlyle está captando para investimentos na América Latina. Entre as prioridades, empresas de tecnologia e negócios na área de saúde avançada.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

PSB, duas vezes partido

O adiamento da convenção nacional de novembro para março escancarou as fissuras do PSB. A mudança foi fruto de uma manobra do presidente da sigla, Carlos Siqueira, e de herdeiros políticos de Eduardo Campos, notadamente o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que lutam para preservar o mando sobre o PSB – e seus principais ativos: tempo de TV e fundo partidário. Os “pessebistas de raiz” tentam ganhar tempo para expurgar congressistas pró-Temer, liderados pelo deputado Heráclito Fortes. Após a decantação, a paz? Não necessariamente. Em março, deve ser a vez do PSB puro-sangue brigar entre si. Marcio França empurra o partido para a chapa de Geraldo Alckmin; a ala nordestina defende o lançamento de candidatura própria.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

A polícia de Blairo

Com a Lava Jato a triscar nos seus calcanhares e o festival de grampos na República, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, tem se aconselhado amiúde com dois dos seus mais próximos colaboradores: os coronéis da Polícia Militar Eumar Novacki e Coaraci Nogueira, respectivamente secretário-executivo e chefe de gabinete do Ministério.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Geraldo Alckmin convidou Xico Graziano, ex-chefe de Gabinete de Fernando Henrique Cardoso na Presidência, para cuidar da sua estratégia de comunicação nas mídias digitais. Graziano cumpriu missão similar na campanha de Aécio Neves em 2014.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

O que eles querem…

A Bain Capital mandou para a UTI os planos de IPO da Intermédica. O que os norte-americanos querem mesmo é vender a empresa de plano de saúde.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Bons ventos

O fundo norte-americano Darby Overseas tem pronto um plano de negócios para investir na construção e aquisição de usinas eólicas no Brasil. A lufada poderá chegar à casa dos US$ 300 milhões.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

21.09.17
ED. 5709

Ponto final

Procuradas, as seguintes empresas não retornaram ou não comentaram o assunto: OAS, Aliansce, Bain Capital e Carlyle.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.