Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

Planos
30.08.17
ED. 5694

Governo Temer reduz dívidas das Forças Armadas

O presidente Michel Temer está levando ao pé da letra o seu compromisso de atender às demandas militares de ponta a ponta. O governo tem se empenhado em reduzir as dívidas das Forças Armadas com os maiores fornecedores. De dezembro para cá, o Ministério da Defesa teria diminuído em aproximadamente um quinto o estoque de pagamentos atrasados desde o primeiro mandato de Dilma Rousseff.

O valor das pendências caiu de R$ 10 bilhões para algo em torno de R$ 8 bilhões. Os casos mais emblemáticos envolvem encomendas das Forças Armadas a Embraer, Helibras e Iveco. Somente em 2015, o governo deixou as Forças Armadas inadimplentes em R$ 500 milhões com a Embraer. O valor se refere à aquisição de 28 cargueiros modelo KC-390 – um contrato total de R$ 7 bilhões.

Em relação à Helibras, segundo o RR apurou o passivo em aberto desceu de R$ 1,7 bilhão para aproximadamente R$ 1,2 bilhão. A cifra diz respeito à compra de 50 helicópteros H-X BR, 16 aeronaves para cada Força – também entraram no pacote dois veículos para a Presidência da República. No caso da Iveco, o governo regularizou os pagamentos relativos à compra dos blindados Guarani – o contrato total soma R$ 6 bilhões e se estende até 2035.

Consultado pelo RR, o Exército confirmou, por meio da assessoria de comunicação, que não há débitos com a Iveco. A Aeronáutica, por sua vez, informou que os “pagamentos previstos no cronograma do projeto H-X BR deste ano foram efetuados normalmente até o mês de julho” e “o cronograma relativo à aquisição do KC-390 foi atualizado”. O governo Temer parece empenhado em blindar as Forças Armadas da crise fiscal.

No ano passado, o Orçamento militar realizado chegou a R$ 9,1 bilhões, 24% a mais do que a cifra prevista. A indústria de defesa nacional agradece. Os atrasos acumulados no governo Dilma atingiram diretamente o setor. O desenvolvimento do KC-390 ficou praticamente parado durante 18 meses. Somente em julho deste ano, o cargueiro foi apresentado no Salão de Paris. Com relação à Helibras, o impacto foi ainda maior, ao menos para o chão de fábrica, com demissões na unidade de Itajubá.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Integrante da comitiva de Michel Temer em Pequim, o ministro dos Transportes, Mauricio Quintella, terá uma importante conversa com dirigentes da China Railway Construction Company. Espera trazer na bagagem a confirmação da participação dos chineses nos leilões do PPI, notadamente da Ferrogrão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

…Pequena marcha

Por falar em China, o deputado Fabio Ramalho foi escolhido a dedo para participar da comitiva. Com o afago, Temer espera tirar da cabeça de Ramalho a ideia de deixar o PMDB e disputar o governo de Minas pelo PSDB.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

The guy

João Doria articula a vinda do ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg a São Paulo em janeiro. Em seus devaneios, Doria sonha com um momento à la Obama e Lula, em que Bloomberg apontaria para ele e diria: “This is the guy”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Baixa temporada sem fim na Blue Tree

O que está acontecendo com Chieko Aoki? Neste momento, o Blue Tree parece estar aberto apenas para check out, a julgar pelas seguidas perdas de contrato. O novo revés vem do ABC: segundo o RR apurou, o grupo está prestes a perder seu hotel em Santo André. Os donos do imóvel onde funciona o Blue Tree Towers All Suites procuram outra bandeira para fincar no local.

De acordo com a fonte do RR – um dos principais cotistas do fundo proprietário do empreendimento –, o distrato estaria relacionado à falta de transparência da Blue Tree em relação aos números da operação. Algo não muito distante do que ocorreu recentemente em Ribeirão Preto. Há dois meses, o grupo foi defenestrado do então Blue Tree Ribeirão antes mesmo da inauguração do hotel por não ter apresentado garantias financeiras para a gestão do negócio, conforme informou o RR na edição de 21 de junho.

No ano passado, em outro episódio rumoroso, ao encerrar o contrato de gestão do Búzios Resort Tucuns, a empresa de Chieko Aoki teria deixado para trás dívidas trabalhistas e tributárias. Procurada pelo RR, a Blue Tree disse “desconhecer a informação referente ao Blue Tree Towers All Suites Santo André”. Sobre Ribeirão Preto, afirmou que já “considera o hotel fora do seu portfólio”. De tropeço em tropeço, o Blue Tree fica cada vez mais distante dos planos idealizados por Chieko. Em meados da década passada, a empresária falava em duplicar a rede e chegar a 50 hotéis até 2010. Não chegou nem perto. Hoje, são 24, com viés de baixa.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Maus resultados pesam sobre a direção do Cencosud

O chileno Cristian Gutierrez Maurer, que comanda o Cencosud no Brasil, está se tornando um “hombre invisible” – título de um dos poemas do compatriota Pablo Neruda. Seus próprios pares de diretoria já não conseguem mais enxergá-lo no cargo a partir de janeiro. A mudança na gestão seria mais uma tentativa do grupo varejista chileno de frear a deterioração dos seus resultados no Brasil. Com os números do último trimestre – queda de 72% do lucro e de 30% no Ebitda –, o grupo varejista caminha para fechar 2017 como o pior ano desde a sua chegada ao país, em 2007. Consultada, a Cencosud nega a “troca de comando no Brasil, pois entende que os resultados foram fortemente influenciados pelos cenários macroeconômico e político”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Airbus ganha altitude na Azul

A Azul até receberá 50 aeronaves da Embraer a partir de 2019. Mas o darling do momento na companhia de David Neeleman é o A320neo, da Airbus. A aeronave de 174 lugares que está substituindo gradativamente os jatos de 118 passageiros da fabricante brasileira tem permitido uma redução do custo operacional de 29% por assento – número confirmado pela Azul. Por essas e outras, mesmo com a nova encomenda, a Embraer tem perdido espaço na frota da companhia aérea.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Ponto de interrogação

Entre os credores e acionistas da Triunfo Participações, é grande a apreensão com os efeitos contábeis que a auditoria recém-conduzida pelo Souza, Cescon, Barrieu e Flesch Advogados poderá ter. A preocupação gira em torno da necessidade de provisões para eventuais mal feitos do passado. É tudo o que um grupo em recuperação extrajudicial e R$ 2,5 bilhões em dívidas menos precisa neste momento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

25 horas por dia

Frederico Trajano, CEO e herdeiro do Magazine Luiza, pensa 25 horas por dia em e-commerce e, mais precisamente, na aquisição de empresas do setor.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

É a natureza

O PSDB está no maior “sai, não sai” da base aliada de Marcelo Crivella na Câmara dos Vereadores. Tucano é tucano em qualquer latitude.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Dinheiro novo no etanol

O fundo norte-americano Castlelake está garimpando ativos da área sucroalcooleira no Brasil. Há conversas encaminhadas com um tradicional grupo do setor, com usinas em São Paulo e no Mato Grosso, que passa por maus bocados financeiros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

30.08.17
ED. 5694

Ponto final

A seguinte empresa não comentou o assunto: Triunfo Participações.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.